Os 10 melhores jogadores de futebol portugueses

View this post on Instagram

A post shared by Cristiano Ronaldo (@cristiano.ronaldo7_)

1. Cristiano Ronaldo

O primeiro da lista é obviamente o incrível Cristiano Ronaldo. Nasceu a 5 de Fevereiro de 1985, no Funchal, na Ilha da Madeira. Apelidado de “CR7“, graças ao número da sua camisola, Cristiano Ronaldo é considerado o melhor jogador de futebol ativo do mundo juntamente com Lionel Messi.

O famoso atacante ganhou cinco vezes o prémio Ballon d’Or: em 2008, 2013, 2014, 2016 e em 2017. Cristiano Ronaldo marcou cerca de 650 golos de vitória ao longo da sua carreira, alguns deles durante a Liga dos Campeões, o que o torna o melhor marcador da UEFA Champions League e da equipa do Real Madrid.

Depois de ter sido treinado durante a sua passagem pela equipa do Sporting, Cristiano Ronaldo foi contratado pelo Manchester United em 2003. Depois, em 2009, ingressou no Real Madrid por cerca de 94 milhões de euros, que foi a transferência mais cara à data da assinatura. Enquanto fazia parte da equipa do Real Madrid, ele venceu a La Liga duas vezes e a Liga dos Campeões quatro vezes.

Aos 33 anos, deixou o Real Madrid e ingressou na Juventus em 2018.

Em 2016 e em 2017, foi considerado o atleta mais bem pago do mundo pela revista Forbes, graças aos seus contratos publicitários. Ele também possui a sua própria marca de roupas íntimas e uma cadeia de hotéis de luxo.

 

Eusébio e Cristiano Ronaldo

2. Eusébio

Nasceu em 25 de Janeiro de 1942, Eusébio começou a mostrar o seu talento e habilidade para o futebol muito cedo. No bairro da Mafalala, um dos locais mais pobres de Maputo, a lenda do Benfica começou a chutar a bola antes de ser notado e famoso em todo o mundo.

Eusébio, também conhecido como o Pantera Negra, começou como jogador de futebol na equipa do Benfica. A primeira partida foi contra o Atlético, contra o qual ele marcou três golos. Com o tempo, tornou-se referência para o ataque da equipa e um verdadeiro pesadelo para as defesas adversárias.

Ele era rápido, conduzia facilmente a bola por cima das linhas das balizas adversárias e os seus chutos eram precisos, o que dificultava muito a defesa dos adversários.

Eusébio estreou-se na seleção portuguesa de futebol em 1961 contra a seleção luxemburguesa. O auge da sua carreira como jogador da seleção portuguesa aconteceu em 1966, na Inglaterra. Durante a Copa do Mundo de 1966, o Pantera Negra realizou uma grande competição. Graças a ele, a equipa chegou ao pódio, no entanto a equipa da Inglaterra acabou por vencer a taça.

Um ano antes, o Pantera Negra fez história ao ser o primeiro jogador de futebol português a receber a Bola de Ouro. Sem perder a humildade tão característica da sua personalidade, Eusébio mostrou que a Bola de Ouro só aumentou o seu foco. Depois de receber este prémio, revelou que tudo o que queria era ajudar o Benfica a conquistar mais títulos e prometeu continuar a deslumbrar o mundo do futebol com a ajuda dos seus parceiros.

Enquanto esteve no ativo, Eusébio ganhou muitos prémios em nome do Benfica e de Portugal. Ele e a equipa do Benfica conquistaram onze campeonatos juntos. As suas façanhas foram reconhecidas. Ganhou o Balon d’Or em 1965 e em 1968 e 1973, ganhou duas Botas de Ouro europeias, tornando-se o melhor marcador das ligas europeias.

 

View this post on Instagram

A post shared by LUIS FIGO FC ✨ (@luisfigofc)

3. Luís Figo

A 4 de Novembro de 1972, nasceu em Lisboa Luís Filipe Madeira Caeiro Figo, um dos maiores futebolistas portugueses. Figo é um ícone mundial. Ele deixou o mundo do futebol bem mais pobre, quando se reformou em Maio de 2009. Durante a sua carreira como jogador de futebol, o mundo pôde testemunhar a sua elegância e talento. Durante mais de vinte anos, Figo jogou em várias equipas, parte de Portugal, Espanha e Itália. É um dos jogadores portugueses que mais vezes vestiu a camisola da Seleção, 127 vezes para ser preciso. Em 2001, foi eleito o Melhor Jogador do Mundo pela FIFA e ganhou o prémio Ballon d’Or em 2000.

Figo começou a jogar futebol numa pequena equipa da Cova da Piedade, que só é conhecida pelo facto de Figo ter sido jogador da equipa. O seu potencial foi imediatamente notado e conseguiu um contrato com a equipa do Sporting. Durante a sua passagem pelo Sporting, completou a sua formação, marcando o início da sua notável carreira. De 1989 a 1995, Figo representou o Sporting, pelo qual disputou 129 jogos e marcou 16 golos.

Os seus talentos eram tão óbvios que muitos clubes europeus o queriam. Luís Figo assinou contrato com duas equipas, a Juventus e o Parma. Devido à situação, ele foi proibido de jogar pela Itália durante dois anos. Como ele era tão talentoso, não teve problema em assinar um novo contrato, desta vez com o Barcelona. Ele venceu a La Liga duas vezes, a Supercopa de España uma vez e a Taça dos Vencedores das Taças também uma vez.

Em 2000, Figo estava nas primeiras páginas dos jornais, porque fez parte de uma das transferências mais polémicas que o mundo do futebol já presenciou. Florentino Perez, ex-presidente do Real Madrid, prometeu contratar o futebolista português para a sua equipa. Ele comprou Figo por sessenta milhões de euros e roubou-o do Barcelona. Figo tornou-se um dos poucos jogadores de futebol a jogar pelas duas principais equipas de futebol espanholas, o Real Madrid e o Barcelona. Os adeptos do Barcelona nunca o perdoaram, sentiram-se traídos. NO entanto Figo conquistou facilmente o coração dos adeptos do Real Madrid, graças ao seu talento. Ele marcou muitos golos e ganhou muitas copas, Ligas, uma Liga dos Campeões, Supercopa da UEFA e o Mundial de Clubes da FIFA.

Finalmente, ele conseguiu jogar pelo Inter de Milão, com quem venceu quatro competições da Serie A, três Supercoppa Italiana e uma Coppa Italia.

 

View this post on Instagram

A post shared by Paulo Futre (@futre)

4. Paulo Futre

Paulo Futre formou-se na equipa do Sporting e depois foi transferido para a equipa do Futebol Clube do Porto. Durante a sua passagem pelo Porto, as suas habilidades eram óbvias e ganhou duas taças de Portugal e uma taça da Liga dos Campeões.

Em 1987, assinou contrato com o Atlético de Madrid. Depois, cinco anos depois, foi transferido para o Benfica e conquistou a Taça de Portugal. Durante a sua carreira, ele chegou a jogar com o Olympique de Marseille, Reggiana e o AC Milan.

 

View this post on Instagram

A post shared by Paulo Sousa (@paulosousa6official)

5. Paulo Sousa

Começou a carreira a jogar pela equipa do Benfica. Com a sua equipa, ganhou muitas taças, como a Taça de Portugal. Durante o verão de 1993, Paulo Sousa rescindiu o contrato com o Benfica e assinou com o rival Sporting. As suas habilidades e talentos foram reconhecidos e ele foi transferido para a Juventus. Com a sua nova equipa, conquistou a Liga dos Campeões em 1996. Voltou a vencer no ano seguinte, mas desta vez estava a servir o Borussia Dortmund. No entanto, em 1997, ele sofreu muitas lesões graves. Porém continuou a jogar, foi transferido para o Inter de Milão em 1998, depois também jogou pelo Parma, Panathinaikos e pelo RCD Espanyol em 2002, ano em que terminou a sua carreira como jogador de futebol.

Paulo Sousa obviamente também jogou com a seleção portuguesa de futebol, juntamente com Luís Figo. Participou nos Europeus de 1996 e 2000 e na Copa do Mundo de 2002 na Coreia.

Depois de ter pendurado as chuteiras, Paulo Sousa começou a treinar muitas equipas. Queens Park Rangers, Swansea, Leicester e Fiorentina são algumas das equipas que ele treinou. Agora é o treinador da equipa de futebol do Bordeaux.

 

 

View this post on Instagram

A post shared by Rui Costa a presidente S.L.B (@rui.costa.1904)

6. Rui Costa

Começou a jogar como profissional em 1991, no entanto teve de esperar dois anos para conquistar o seu primeiro troféu: a Taça de Portugal em 1993.

Depois de vencer a liga em 1994, a Fiorentina pagou 7 milhões para transferi-lo. Ele ganhou a Copa da Itália em 1996.
Em 2001, foi contratado pelo AC Milan, clube que pagou mais de 30 milhões de euros para o incluír na sua equipa. Ele jogou no Milano durante cinco grandes épocas nas quais ganhou a Série A, uma Copa da Itália, uma Supercopa da Itália, uma Liga dos Campeões e uma Supercopa da Europa.

A 25 de Maio de 2006 regressou a Portugal e jogou pelo Benfica.

 

View this post on Instagram

A post shared by Deco (@deco_official)

7. Deco

Anderson Luis de Souza, mais conhecido como Deco, começou a jogar futebol no Brasil. Jogou a sua primeira partida como profissional em 1995, quando tinha 18 anos, e ficou três épocas no Brasil antes de saltar para o futebol europeu.

Foi em Portugal que Deco mostrou o seu talento. Conquistou a nacionalidade portuguesa e venceu a UEFA Champions League com o FC Porto na época de 2003-2004. Já na elite do futebol europeu, foi contratado pelo FC Barcelona. Fez a sua primeira partida na La Liga a 29 de Agosto de 2004. Um ano depois, na época de 2005-2006, conquistou a sua segunda Liga dos Campeões da UEFA.

 

View this post on Instagram

A post shared by Luís Nani (@luisnani)

8. Nani

Este é o nome que nenhum amante do futebol sentiria falta ou se esqueceria. Luis Carlos Almeida da Cunha ou também mais popularmente conhecido como Nani.

O mais importante ainda, ele ocupa o oitavo lugar deste artigo dos melhores jogadores de futebol portugueses. Da mesma forma, a estrela portuguesa nasceu a 17 de Novembro de 1986. Principalmente a jogar
como ala, ele começou a sua carreira na seleção em 2006.

Para não esquecer, Nani jogou o seu primeiro jogo pela seleção portuguesa a primeiro de Setembro de 2006 ao
marcar o seu primeiro golo com a equipa. Infelizmente, a equipa portuguesa perdeu para a Dinamarca com um placar de 4 a 2. Da mesma forma, nas eliminatórias do Euro 2008, Nani jogou contra a Polónia e a Sérvia. Acima de tudo, Nani tornou-se o homem do jogo a 16 de Fevereiro de 2008, na quarta ronda da FA Cup contra o Arsenal.

 

View this post on Instagram

A post shared by ・Bienvenue sur PSG Legion・ (@psglegion)

9. Pauleta

Pedro Miguel Carreiro Resendes, também conhecido por Pauleta. Ao contrário de alguns dos outros jogadores, Pauleta é já se reformou.

O futebolista profissional português atuou como atacante durante a sua carreira profissional. Falando sobre a sua carreira, começou a sua carreira nos clubes locais antes de se tornar um profissional. Pauleta ingressou no Paris Saint-German FC na época de 2003-2004. No entanto, pendurou as chuteiras aos 35 anos sem jogar nenhum jogo na Primeira Liga de Portugal.

No entanto não podemos esquecer que, Pauleta foi o artilheiro do PSG, com um total de 109 golos em 211 partidas. Contudo o recorde foi quebrado por outra lenda, Zlatan Ibrahimovic, em Outubro de 2015.

Além disso, Pauleta é o primeiro jogador da seleção a nunca jogar numa equipa portuguesa de alto nível. Da mesma forma, Pauleta jogou por portugal em duas Copas do Mundo e dois Campeonatos Europeus.

 

 

View this post on Instagram

A post shared by Fernando Chalana (@fernando.chalana.10)

10. Fernando Chalana

Por fim temos Fernando Albino de Sousa Chalana, também conhecido como o maior ex-jogador e treinador de futebol português. Durante a sua carreira, Chalana muitas vezes ficou lesionado em partidas. Passou principalmente a carreira profissional no Benfica, mais tarde a trabalhar como treinador no mesmo clube.

No entanto, apesar de ter muitas lesões e problemas físicos, ainda era um dos melhores jogadores de futebol de Portugal no Euro 1984. Assim, Chalana levou Portugal às semifinais.



Mais: , | Por: Rita Ferraz