10 risottos de fazer crescer água na boca

Risotto de cogumelos

1. Risotto de cogumelos

De preferência escolher cogumelos frescos, aconselho os portobello, por serem bem “carnudinhos”.

Começar por triturar um pouco de cebola e alho e numa panela com azeite deixar fritar um pouco, acrescentar os cogumelos partidos as fatias e deixar que ganhem, aquela cor caramelo, temperar com um pouco de pimenta e refrescar com vinho branco, até que este evapore. Por fim, temperar de sal e acrescentar água até que ferva. O caldo esta pronto.

Num tacho a parte, juntar cebola triturada, azeite e cubos de manteiga com sal, deixar fritar em lume brando até que a cebola fique translúcida. Acrescentar o risotto e fritar no azeite, adicionar vinho branco e deixar evaporar. Vai-Se adicionando o caldo lentamente,  sem parar de mexer, até que o risotto esteja cozido. Importante que o risotto fique Al dente. Por fim junta-se o queijo parmesão ralado no momento. Cozinhar por mais uns segundos e servir. Bom apetite!!!

 

Risotto agridoce de camarão

2. Risotto agridoce de camarão

Numa frigideira, aqueça 100 ml de azeite e doure levemente os camarões frescos já limpos. Tempere com sal e pasta de alho e reserve. Aqueça suavemente uma panela e coloque duas colheres de manteiga. Assim que derreter, adicione a cebola ralada e mantenha em fogo baixo. Refogue bem, sem deixar dourar. Adicione o arroz para risotto e refogue. Acrescente o vinho branco e mexa até secar um pouco. Coloque um pouco de sal e vá adicionando o caldo de legumes, de preferência quente. Mexa sempre para que o arroz não grude. Quando estiver quase pronto, ou seja, al dente, acrescente os camarões salteados. De seguida, os morangos, a geleia e, por último, o queijo parmesão. Acerte o sal. Finalize com 50 ml de azeite e 1 colher de manteiga. Sirva imediatamente.

 

Risotto de alheira em cama de espinafres

3. Risotto de alheira em cama de espinafres

Numa frigideira saltear a alheira, desmanchar e reservar. Saltear os espinafres em azeite com um dente de alho picado e reservar. Preparar um refogado (cebola, alho e azeite) e fritar o arroz. Quando o mesmo começar a ficar translúcido, adicionar o vinho, mexendo constantemente. Antes da absorção completa do vinho, começar a juntar o caldo a pouco e pouco, agitando sempre o arroz. Introduzir a alheira a meio da cozedura do arroz. Rectificar os temperos. Adicionar o parmesão e a manteiga para dar brilho. Estrelar os ovos de codorniz. Empratar e servir.

 

4. Risotto com cogumelos silvestres, vinho do Porto e queijo da ilha

Coloque ao lume uma frigideira com um fio de azeite, adicione os cogumelos cortados, um dente de alho esmagado e folhas de tomilho. Tempere com sal, pimenta preta e sumo de meio limão. Deixe cozinhar até os cogumelos estarem bem dourados. Coloque ao lume um tacho com o fundo tapado de azeite. Adicione uma cebola roxa e um dente de alho picados. Deixe alourar. Adicione o arroz arbóreo. Quando começar a ficar tanslucído, adicione o vinho do porto e coloque o lume alto. Deixe o vinho evaporar completamente. Vá adicionando conchas de caldo de galinha para cozer o arroz. Adicione e deixe evaporar e volte a adicionar. Repita o processo anterior até o arroz cozer. Não adicione muito caldo, pois quando o arroz estiver pronto não pode ter caldo Quando o arroz estiver próximo da sua cozedura, adicione os cogumelos. Assim que o arroz estiver cozido desligue o lume. Adicione o queijo da ilha ao arroz e envolva. Sirva de imediato.

 

5. Risotto de queijo gorgonzola com pêra bêbeda

Numa panela, derreta 1 colher de sopa de manteiga e doure a cebola. É importante que a cebola não queime mas fique levemente translúcida. Feito isso, acrescente o arroz e frite por uns cinco minutos, mexendo bem e sem deixar queimar. De seguida, despeje o vinho sobre o arroz. A panela tem que estar bem quente, é importante que aquele vinho encostando no fundo. Quando ele evaporar, vamos começar o processo do caldo.

Assim que o vinho evaporar, acrescente conchas do caldo a ferver, de forma que cubra o risotto. Não é para colocar o caldo todo de uma vez. Cobriu o risotto, mexer de vez em quando. Quando perceber que o caldo está a secar, acrescente mais uma concha para deixar “empapadinho”. Siga nesse processo por mais ou menos uns 20 minutos. Esse provavelmente vai ser o tempo de cozimento do seu risotto. O ponto é quando o grão estiver al dente.

O risotto vai estar a parecer uma sopinha cremosa quando você retirá-lo do fogo. Nesse momento, acrescente o gorgonzola e a pêra. Tem que ser fora do fogo a finalização. Depois que o queijo estiver derretido, acrescente mais uma colher de manteiga e mexa. Aproveite para salgar.

Como já usou o queijo gorgonzola, dispense o parmesão que geralmente usa para finalizar risottos. Mas se você desejar uma cremosidade extra, pode usar umas 2 colheres bem cheias.

6. Risotto de tomate-cereja e queijo feta

Comece por picar o alho e a cebola, por cortar os tomates-cereja ao meio e o queijo feta em cubinhos. Em qualquer risotto, a preparação é essencial, visto que uma vez que comece a cozinhar, não vai poder largar o tacho, sob pena de o arroz começar a pegar ao fundo do tacho. 

Comecemos, então: deite um fio de azeite no fundo do tacho e junte o alho e a cebola picados. Deixe refogar até a cebola amolecer e nessa altura junte os tomates-cereja. Deixe-os amolecer e vá esmagando-os com uma colher de pau contra as paredes do tacho, fazendo-os soltar o sumo, que se misturará ao refogado. Finalmente, deite o arroz e misture-o bem com o refogado, mexer sempre com a colher e deixando-o absorver o líquido que se juntou no fundo do tacho. Junte agora uma colher de caldo de legumes e misture o arroz, sem parar, até que este absorva o caldo. Nessa altura, junte mais uma colher de caldo e repita, sempre da mesma forma, uma colher de caldo, mexer o arroz até absorver, mais uma colher de caldo, e por aí adiante. Quando estiver a meio do caldo, deite os cubos de queijo feta, que irão derreter, dando sabor ao risotto e tornando-o ainda mais cremoso. Junte também as folhas de manjericão desfeitas em pedaços. Vá juntando caldo, mexendo e cozinhando até o arroz estar al dente

No final, sirva o risotto e polvilhe com pimenta preta moída na altura. Decore com folhas de manjericão.

 

7. Risotto de laranja e salmão fumado

Aqueça o caldo de legumes num tacho e espere até levantar fervura. Baixe o fogo e mantenha em lume brando. Regue o fundo de um tacho alto com azeite e aloure a cebola com uma pitada de sal. Junte o arroz e deixe refogar por cerca de 2 minutos, mexendo lenta e continuamente. Refresque com o vinho e continue a mexer até ser totalmente absorvido. Deite a primeira concha de caldo e mexa em lume brando.  Continue a juntar conchas de caldo, mexendo de 2 em 2 minutos e deixando cada concha ser absorvida antes de juntar a seguinte, até o arroz estar macio, mas com alguma consistência. O arroz demorará cerca de 17 minutos a ficar no ponto. Nos últimos minutos, junte os tomates picados e o salmão cortado em tiras.

 Por fim, envolva a rúcula grosseiramente picada, retire do lume e junte o queijo creme, o parmesão acabado de ralar e tempere com pimenta moída na hora. Mexa delicadamente até o risotto se apresentar cremoso e deslizar lentamente da colher.

 Deixe repousar tapado durante 2 minutos. Coloque no risotto com algumas folhas de rúcula, regue com um fio de azeite e sirva de imediato.

 

8. Risotto de tomate seco com molho pesto

Colocar 2 e 1/2 colheres de sopa de manteiga e a cebola ralada na panela em fogo alto. Mexer bem e acrescentar o arroz. Coloque com o vinho branco até evaporar o álcool. Acrescentar o caldo de legumes aos poucos, mexer o arroz até ficar cozido. Desligar o fogo e acrescentar 2 1/2 colheres de sopa de manteiga e o parmesão. Misturar bem e acrescentar o tomate seco e o molho pesto.

 

9. Risotto de camarão

Para o caldo, aqueça a água e adicione um caldo knorr e deixe-o dissolver. Num tacho, aqueça o azeite e refogue a cebola e os alhos picadinhos. Depois de ficarem lourinhos acrescente o pimento, cortado aos quadradinhos, e o alho francês às rodelas fininhas (guarde algumas rodelas para polvilhar, no fim). Deite uma pitada de sal e deixe os legumes saltearem alguns minutos, adicione o risotto e vá mexendo sempre, muito lentamente e em lume brando. Acrescente o vinho, continue a mexer e deixe evaporar. Depois adicione o caldo de marisco, às colheres, e vá repetindo este processo sempre que o caldo for absorvido pelo arroz, continue sempre a mexer. Vá provando para verificar se o arroz está cozido e retifique os temperos de sal e pimenta. Este processo leva mais ou menos 20 minutos, assim sendo, acrescente o camarão cinco minutos antes e continue a mexer. Retire do lume, acrescente o queijo, sempre a mexer lentamente e verifique se fica com uma textura húmida e cremosa. Sirva, por cima, com algumas rodelas do alho francês.

 

 

10. Risotto de frango com legumes assados

Asse o frango e os legumes em separado utilizando para o efeito um saco de forno para alimentos. (Esta etapa pode ser feita de véspera). Retire o frango do saco, e coe todo o molho para um tacho, dilua com um pouco de água e mantenha quente. Retire a pele e os ossos ao frango e desfie. Leve ao lume o azeite e quando estiver quente coloque a cebola e deixe amolecer, junte o arroz e envolva bem até ficar translúcido. Regue com o vinho e mexa até evaporar, vá adicionando conchas do caldo do assado e mexendo entre cada adição. Coloque o caldo após o anterior ter sido absorvido. Antes da última adição junte o frango desfiado e os legumes, envolva delicadamente e antes de secar junte a manteiga, rectifique de sal e retire do lume. Deixe repousar durante alguns minutos e sirva.



Mais: , , | Por: Raquel Valente