10 jogadores históricos da Bolívia

1. Víctor Agustín – “El Maestro” Ugarte (1926-1995)

Víctor Agustín “El Maestro” Ugarte , é o jogador número 1 deste artigo. Este atacante, considerado por muitos o melhor jogador de futebol boliviano de todos os tempos, é uma lenda do futebol nacional, e os seus números e recordes são a prova disso.

Víctor Ugarte foi um dos poucos futebolistas da história do seu país a receber o título honorário de Master, graças à sua magistral carreira como futebolista, que lhe permitiu escrever o seu nome com tinta dourada no topo do futebol nacional.

Ugarte fez carreira na Bolívia, destacando-se em clubes como Bolívar e Mariscal Santa Cruz, além de ter uma breve passagem pelo San Lorenzo (Argentina) e Once Caldas (Colômbia).

Com a sua seleção, Ugarte conseguiu marcar 16 golos em 45 jogos entre 1947 e 1963. Além disso, e como principal decoração do seu recorde, conseguiu ser campeão da Copa América (Campeonato Sul-Americano) em 1963.

 

2. Erwin “El Chichi” Romero

Chegou o momento de possível polémica, Erwin “Chichi” Romero é, para muitos historiadores, o melhor jogador da história da Bolívia. FIFA, CONMEBOL e várias entidades do futebol reconhecem isso há muitos anos e são considerados os melhores talentos da história do futebol neste pequeno país.

Em mais de uma ocasião, ele foi reconhecido não apenas como um dos melhores jogadores da história da região, assim como também foi o responsável por escrever o seu nome no futebol mundial. Romero fez a sua carreira principalmente na Bolívia, tendo uma breve passagem pela Argentina e pela Colômbia. Com a seleção, Romero vestiu a camisa verde 49 vezes, porém infelizmente não existem registos confiáveis do número de golos marcados.

 

3. Marco “Diablo” Antonio Etcheverry

Para muitos, não existe discussão, Marco “Diablo” Antonio Etcheverry é um dos melhores jogadores da história da Bolívia e para muitos, ele é o melhor de todos os tempos. O mesmo jogador conquistou esta medalha em mais de uma ocasião, porém, segundo o nosso julgamento, Etcheverry é o terceiro melhor jogador da história da Bolívia.

Com uma carreira magistral na MLS, El Diablo conseguiu conquistar até dois títulos internacionais com o DC United. Com a sua seleção, ele marcou 13 golos em 71 jogos, tornando-se o sétimo maior artilheiro da história da Bolívia.

 

4. Marcelo Martins

Agora é a hora de falar do único jogador desta lista que ainda está no ativo: Marcelo Martins. O atacante de 34 anos não é um dos mais talentosos ou vencedores da história boliviana, no entanto o seu impacto para a atual geração de jogadores do seu país é inegável.

Martins, que atualmente joga pelo Cruzeiro Série B do Brasil, é o artilheiro da sua equipe na história graças aos seus 28 golos em 90 jogos. Da mesma forma, devido a este número de jogos disputados, Marcelo é o quarto jogador com mais jogos na história da La Verde.

 

5. Máximo Alcocer (1933-2014)

Máximo Alcocer é o jogador que que está no centro dos melhores jogadores da história da Bolívia. O seu nome de baptismo Máximo Luis Alcócer Velásquez, nascido em 1933 e falecido em 2014, o atacante escreveu o seu nome na história do país ao fazer parte daquela geração que conquistou a Copa América (na época o Campeonato Sul-Americano) em 1963.

A nível histórico, Alcocer é o sétimo melhor marcador histórico da sua equipa, marcando um total de 13 golos em 22 jogos, tendo a maior média de golos na tabela de marcadores históricos com 0,59 golos por jogo.

 

  •  

    6. Joaquín Botero

    Este atacante boliviano nascido em La Paz foi para muitos anos o maior artilheiro histórico da sua equipa até à chegada de Marcelo Martins. No entanto, Botero é uma lenda indiscutível do futebol boliviano graças à excelente representação do país que sempre deixou em cada equipa que jogou.

    Botero fez carreira na Bolívia, destacando-se no Bolívar durante várias épocas. Isso rendeu-lhe um passe para o Pumas de México, clube no qual marcou 23 golos entre 2003 e 2006. O atacante somou um total de 20 golos com La Verde, atualmente o segundo que mais marcou golos na história da sua equipa.

     

    View this post on Instagram

    A post shared by Jaime Moreno M (@jaimemoreno.99)

    7. Jaime Moreno

    O sétimo lugar no ranking vai para Jaime Moreno. Agora vamos falar sobre um atacante letal que infelizmente nunca conseguiu escrever o seu nome em voz alta na história da La Verde, no entanto ele colocou o nome da Bolívia no alto da MLS.

    Jaime Moreno é o terceiro maior artilheiro de todos os tempos da competição, graças aos 133 golos marcados pelo DC United e pelo MetroStars. Além disso, como craque, Jaime também se destacou, somando um total de 102 assistências que o colocam como o segundo melhor assistente de todos os tempos da MLS.

     

    View this post on Instagram

    A post shared by Nostalgia Fútbol (@nostalgia.futbol)

    8. Ronald Raldes

    Ronald Raldes é o jogador que abre o oitavo lugar deste artigo. Raldes, que atualmente atua como presidente do Oriente Petrolero, equipa da primeira divisão boliviana, teve uma excelente carreira como defesa central de 2000 a 2019.

    Com a La Verde, Raldes foi titular, estreando em 2001 e jogando durante 17 anos sem interrupção com a sua seleção nacional. Por isso, graças aos seus 102 jogos, tornou-se o jogador com mais jogos na história da sua equipa. Héctor quase fez carreira na Bolívia, contudo também teve um passo marcante em Colón (Argentina) e em Rosario Central.

     

  •  

    9. Luis Héctor Cristaldo

    O nono lugar vai para Luis Héctor Cristaldo Ruiz Díaz, um dos poucos jogadores na história da seleção boliviana que não nasceu em território nacional, no entanto Luis Héctor nasceu em Formosa, Argentina. Ao ser cidadão boliviano, Cristaldo tornou-se uma lenda do futebol boliviano, ao chegar aos 93 anos para ser o segundo jogador com mais partidas na história da La Verde.

    Durante a sua carreira, Luis Héctor Cristaldo disputou jogos em várias ligas ao redor do mundo, destacando-se pela sua passagem pelo Paraguai, Argentina e até Espanha, onde atuou pelo Sporting de Gijón. Este defesa central fez a sua carreira principalmente na Bolívia e, depois de estrear em 1998, pendurou as chuteiras em 2012.

     

    View this post on Instagram

    A post shared by BOLIVAR FOTOS (@bolivarfotos)

    10. Marco Antonio Sandy

    Marco Antonio Sandy, conhecido como “El Toro” é o jogador que fecha este artigo dos melhores jogadores bolivianos da história. Este lendário defesa central da La Verde é considerado um dos melhores jogadores da história da Bolívia, não apenas em território boliviano, assim como também em todo o mundo.

    Durante a sua carreira, Marco Antonio Sandy jogou no Paraguai, Espanha (Real Valladolid) e Argentina, destacando-se principalmente pela sua passagem pela primeira divisão boliviana. Com a seleção, Sandy jogou na Copa do Mundo de 1994 e disputou um total de 93 jogos pela sua seleção, tornando-se o terceiro jogador com mais jogos pela sua seleção.



    Mais: , | Por: Rita Ferraz