10 factos sobre a infância de Elon Musk

Nas últimas duas décadas, Elon Musk lançou várias empresas multi-bilionárias, como a PayPal, a Tesla e a SpaceX. O seu sucesso como um empreendedor em série, porém, segue de uma infância agitada em que um jovem Musk brincava com foguetes caseiros, programava os seus próprios videojogos e suportava dificuldades na escola e em casa.

 

View this post on Instagram

A post shared by Elon Musk 🍥 (@elonofficiall)

1. Mudou-se para a América do Norte ainda adolescente

Quando Elon chegou à adolescência, mudou-se da sua terra natal, a África do Sul, para iniciar os seus estudos universitários na América do Norte. Aos 17, emigrou pela primeira vez para “ver o que é preciso para viver”, afirmou ele a Neil DeGrasse Tyson na StarTalk Radio. Musk descobriu que “na América, é muito fácil manter-se vivo”.

Dado que o seu limite para existir era “muito baixo”, Musk estava determinado a sobreviver com 1 dólar por dia comprando comida no supermercado a granel.

“Eu fui mais para cachorros-quentes e laranjas, você realmente fica cansado de cachorros-quentes e laranjas depois de um certo tempo”, afirmou Musk. Misturar as coisas de vez em quando com um pouco de “macarrão e pimenta verde e um bom molho”, que ele disse que poderia “ir muito mais longe também”.

 

View this post on Instagram

A post shared by Elon Musk 🍥 (@elonofficiall)

2. Tentou abrir o seu próprio salão de jogos aos 16 anos

Juntamente com os seus primos mais novos e Kimbal, Musk teve a ideia de abrir um salão de jogos na sua escola, de acordo com o livro de Vance. Chegaram a assinar um contrato de arrendamento, firmar contratos em conjunto, preenchendo formulários no departamento de planeamento urbano. No entanto os seus planos foram frustrados quando a cidade disse que eles eram muito jovens para obter uma licença imobiliária sem um adulto para assinar.

De acordo com Kimbal, tanto o seu pai quanto o seu tio “enlouqueceram” quando trouxeram os seus planos do salão de jogos.

 

View this post on Instagram

A post shared by Lyann Pham (@lyann_pham)

3. Era mestre em Dungeons & Dragons

Juntamente com os seus primos, Musk adorava jogar o RPG de fantasia. Uma vez, os adolescentes foram a Joanesburgo para um torneio de Dungeons & Dragons.

“Éramos nerds masters supremos”.

De acordo com o seu primo Peter Rive, Musk ajudou a sua campanha a vencer o torneio com a sua “incrível imaginação” e a capacidade de manter as pessoas “cativadas e inspiradas”.

 

View this post on Instagram

A post shared by Elon Musk 🍥 (@elonofficiall)

4. Programou o seu próprio videojogo aos 12 anos e recebeu 500 dólares por ele

Nos primeiros dias de programação de computadores, Musk de 12 anos construiu um “Blastar”, um jogo espacial inspirado na ficção científica. Semelhante ao clássico jogo de arcade “Space Invaders”, o objetivo em “Blastar” era destruir uma nave alienígena carregando bombas mortais.

Embora desde então ele o tenha chamado de um jogo trivial, “Blastar” rendeu a Musk 500 dólares depois de uma publicação comercial sul-africana publicar o seu código-fonte.

 

View this post on Instagram

A post shared by Elon Musk 🍥 (@elonofficiall)

5. Tinha propensão para a leitura

Ao longo da sua infância, os livros desempenharam um papel crucial em alimentar as ambições de Musk e o entreter. Afirmou Musk: “Fui criado por livros, e depois pelos meus pais. ”

Terá lido toda a Enciclopédia Britânica aos nove anos e debruçou-se sobre romances de ficção científica, banda desenhada e livros de não ficção até 10 horas por dia. Alguns dos livros mais influentes que ele leu incluem “O Senhor dos Anéis”, “O Guia de boleias pelas Galáxias” e a série “Fundação” de Isaac Asimov.

 

 

6. Fez os seus próprios explosivos e foguetes

Enquanto os seus pais estavam fora, Musk vivia principalmente sob a supervisão de uma governanta. De acordo com Musk, ela estava lá principalmente para garantir que ele não partisse nada.

“Ela não estava, tipo, a observar-me. Eu estava fazer explosivos, a ler livros, a construir foguetes e a fazer coisas que poderiam ter me matado”, afirmou Musk. “Estou chocado por ter todos os meus dedos.”

 

7. Os seus pais pensaram que ele era surdo

Musk era tão introspetivo quando criança que os seus pais e os médicos pediram exames para verificar se ele era surdo. A sua mãe, Maye Musk, acabou por aprender que essa era a sua maneira de sonhar acordado com as suas invenções.

“Ele entra no seu cérebro e então você apercebe-se que ele está noutro mundo. Ele ainda hoje faz isso. Agora eu o deixo em paz porque sei que ele está a projetar um novo foguete ou algo semelhante”, lembrou Maye Musk.

Embora isso incomodasse os seus colegas, que supostamente podiam gritar com ele e fazer polifonia ao lado dele sem que ele notasse, os momentos de reflexão de Musk permitiram que ele visse os projetos que esperava realizar.

 

8. Sufreu de bulling

Musk foi aberto sobre a sua infância difícil, discutindo-a mais recentemente na entrevista ao programa “60 Minutos” do último domingo. Enquanto frequentava a escola primária em Pretória, África do Sul, Musk não era apenas o mais jovem e o menor da sua classe, também era o mais nerd e gostava muito mais de livros do que muitos miúdos atletas da escola.

No livro de 2015 de Ashlee Vance “Elon Musk: Tesla, SpaceX e a Busca por um Futuro Fantástico”, Musk afirmou que gangues de meninos às vezes gozavam com ele, chegando ao ponto de o empurrar por um lance de escadas numa instância e mandá-lo para o hospital. “Quase fui espancado até a morte”, acrescentou ele em “60 Minutos”.

O bullying continuou até aos 15 anos, quando teve um surto de crescimento e aprendeu a defender-se praticando karaté, judo e luta livre. Aos 16 anos, afirmou que estava “a dispensar tanta força quanto eles lhe dariam”.

 

9. Foi porta a porta vender doces para pessoas ricas

Enquanto crescia em Pretória, Musk, o seu irmão Kimbal e os seus primos viajaram pelas partes ricas da capital sul-africana a venderem ovos da Páscoa de chocolate caseiros.

O grupo de aventureiros viajava de porta em porta, a vender os doces por 20 vezes o custo de fabrico.

 

 

10. Elon Musk e seu colega de quarto da faculdade transformaram a sua casa numa boate para pagar a renda

Adeo Ressi, colega de quarto de Musk na Universidade da Pensilvânia, lembrou que os dois alugaram uma casa grande e teriam até 1000 clientes na “sua boate”. No entanto, Musk não estava realmente interessado em festas.

“Havia algumas noites em que eu ficava tipo, ”Onde está Elon? Eu ia até o quarto dele e batia na porta e ele estava lá sozinho a jogar videojogos”, afirmou Ressi à Vogue. “Eu disse, Tem 500 pessoas lá fora que precisam da nossa atenção! Não tenho certeza se ele estava ciente de que a festa estava mesmo a acontecer.”



Mais: | Por: Rita Ferraz