10 factos impressionantes sobre o triângulo das Bermudas

Todo a gente já ouviu histórias míticas sobre o Triângulo das Bermudas, as histórias misteriosas de navios e aviões desaparecidos nesta zona infame foram contadas durante séculos.

A frota da Volvo Ocean Race está a navegar para o norte e passará pelo Triângulo nas próximas 24 horas, então, pensamos em verificar qual é o motivo para tanto alarido. Leis da física, episódios paranormais ou atividade extraterrestre?

  • Qual triângulo? Não existe nada de oficial no Triângulo das Bermudas. Não é um território registado e nem mesmo é mostrado nos mapas. No entanto sabe-se que se estende desde Miami passando pela Flórida, até à ilha das Bermudas e a San Juan, em Porto Rico.

     

    Um mistério desde os anos cinquenta. Os primeiros casos de desaparecimentos incomuns na área foram relatados em 1950, e nas quase 7 décadas desde então, houve muita especulação sobre a verdadeira causa de uma série de acontecimentos estranhos.

     

    É verdade que existiram muitos desaparecimentos estranhos. Somente entre 1945 e 1965, a Wikipedia afirma que cerca de cinco aviões caíram na área e que 10 navios afundaram ou desapareceram entre 1800 a 1963. Outras páginas ou websites fazem referências a listas muito, muito mais longas.

     

  •  

    A área é conhecida por tempestades extremamente violentas e inesperadas, que se acumulam e se dissipam rapidamente.

    Não confie na sua bússola. O Triângulo das Bermudas é um dos dois únicos lugares na Terra onde uma bússola aponta para o norte verdadeiro em vez do norte magnético. Se essa variação ou erro da bússola não for compensado, os navios e aviões podem passar muito longe do seu curso.

     

    É um dos locais mais profundos da Terra. Na verdade, a topografia subaquática da área pode ser um fator na história de desaparecimentos. Vai de uma plataforma continental levemente inclinada para um declive extremamente profundo. Algumas das trincheiras mais profundas do mundo são encontradas na área do Triângulo das Bermudas. Navios ou aviões que afundam nessas trincheiras profundas provavelmente nunca mais serão encontrados.

     

    Você pode sentir cheiro de gás? Os cientistas descobriram grandes concentrações de gás metano. Devido à decomposição de organismos marinhos que estão aprisionados no fundo do oceano. O metano acumula-se como o gelo de metano super-concentrado e, se um bolsão se rompe, o gás sobe e entra em erupção na superfície e sem aviso prévio. Se um navio estiver na área da explosão, a água abaixo dele vai-se tornar repentinamente muito menos densa. Por exemplo, um navio pode afundar e os sedimentos podem cobri-lo rapidamente conforme o navio se assenta no fundo do mar.

     

    Estragos nos instrumentos no convés. Vórtices magnéticos, correntes quentes e frias, poderiam criar a ginástica eletromagnética afetando instrumentos e veículos. Outros mencionam uma névoa eletrónica que pode bloquear tanto a visibilidade quanto os instrumentos.

     

    A área tem uma das maiores incidências de avistamentos de OVNI’s e abduções alienígenas têm sido uma explicação popular para os desaparecimentos. No entanto as abduções não são a única teoria. Alguns acreditam que é um portal para outros planetas.

     

    Muitos têm a teoria de que o Triângulo é o berço da cidade perdida, a Atlântida. De acordo com a lenda e a especulação, a cidade da Atlântida contava com o poder de cristais de energia especial que eram extremamente poderosos. A teoria é que esses cristais de energia estão nalgum tipo de estado alterado e enviam raios de energia que confundem a navegação.

     

  •  

    A área é uma das mais movimentadas para pilotos e marinheiros amadores e uma das rotas marítimas mais movimentadas do mundo. Estatisticamente, mais tráfego leva a mais acidentes e a desaparecimentos.

    “Eu li todas as histórias sobre barcos e aviões a desaparecerem”, afirmou o capitão do Brunel, Bouwe Bekking. “No entanto de todas as vezes que percorri o Triângulo das Bermudas, nunca aconteceu nada de estranho, talvez a única coisa de que me lembre é que em algumas corridas tivemos tempestades ferozes e fomos atingidos por um raio uma vez, matando toda a eletrónica a bordo. “Parece muito suspeito para nós.



    Mais: | Por: Sandra Melo