10 factos curiosos sobre Novak Djokovic

Novak Djokovic, um dos melhores tenistas do mundo. Embora também goste de praticas ski e futebol, mas o ténis é definitivamente o seu grande amor. Seja chuva, neve ou feriados, nada foi capaz de o impedir de bater bolas com a sua treinadora de ténis, Jelena. Vamos descobrir alguns factos interessantes sobre Novak Djokovic.

 

1. Da primeira raquete a tenista profissional

Agarrou uma raquete de ténis pela primeira vez quando tinha apenas quatro anos de idade. A raquete foi trazida pelo seu pai. Em 1993, ele foi descoberto pela tenista jugoslava Jelena Gencic. Ela elogiou Djokovic, de 6 anos, como o maior talento que ela já viu desde Monika Seles. Ela treinou-o durante os 6 anos seguintes. Aos 13 anos, foi para a Pilic Academy, em Munique, na Alemanha, para alcançar níveis mais altos de competição e, aos 14, iniciou a sua carreira internacional.

Em 2001, aos 14 anos, Djokovic terminou como tricampeão europeu em simples, duplas e competição por equipas. Ele também ganhou a medalha de prata no Campeonato Mundial Júnior para a Jugoslávia.

 

2. As conquistas no desporto

Depois de vencer o Aberto da França em 2016, ele tornou-se o único jogador de ténis masculino individual depois de Lord Laver a vencer um “Career Slam” na história.

Djokovic é um dos quatro jogadores a derrotar Roger Federer três vezes num ano e um dos dois únicos jogadores a vencer Roger Federer e Rafael Nadal num Grand Slam em partidas consecutivas. Ele é o único jogador que derrotou Federer e Nadal no mesmo torneio em 3 ocasiões diferentes.

 

View this post on Instagram

A post shared by Novak Djokovic (@djokernole)

3. A família

Conheceu a sua futura esposa, Jelena Ristic, durante o ensino médio. A 10 de Julho de 2014, o casal casou-se e agora tem um menino chamado Stefan.

Novak Djokovic fala fluentemente vários idiomas, como sérvio, italiano, alemão e inglês.

 

View this post on Instagram

A post shared by Novak Djokovic (@djokernole)

4. A Fundação

Em 2007, lançou a “Fundação Novak Djokovic” para ajudar as crianças carentes, a fornecer apoio financeiro a várias crianças pequenas na Sérvia, apoiar crianças que perderam os seus pais na guerra e financiar os mosteiros e igrejas sérvias.

 

5. Uma estrela entre as estrelas

Pode passar por estrelas do desporto como Maria Sharapova, Andre Agassi entre muitos outros. Djokovic é intolerante ao glúten. Até já apareceu num videoclip para a música “Hello” de Martin Solveig. Djokovic é um amante de cães. Leva sempre o seu animal de estimação, o poodle Pierre, aonde quer que vá.

 

 

6. Djokovic está sempre bem consigo próprio

Parece estranho, no entanto Djokovic não se importa. Sempre que ele está em Wimbledon, ele come sempre um pouco de relva. É como ele diz que tem sabor a suor. Ele também costuma falar sozinho enquanto pratica ténis.

 

7. A cultura pop

A banda sérvia de blues-rock Zona B gravou a música “The Joker”, dedicada a Djokovic. Ele também foi eleito o 19º homem mais influente do Top 49 de Homens Mais Influentes de 2011 do askmen.com. Djokovic também se tornou parte do filme de Hollywood Os Mercenários 2 numa participação especial. No entanto, a sua parte foi cortada da versão final do filme.

 

8. Servir para vencer

“Serve To Win” é o título do seu livro no qual ele conta a sua jornada para se tornar um dos maiores tenistas de todos os tempos. O livro também fornece um plano de dieta sem glúten de 14 dias para uma melhor condição física.

 

9. É considerado um dos maiores tenistas da história

Djokovic é considerado um dos maiores tenistas da história do desporto. Especialistas em ténis também classificaram as suas partidas como algumas das maiores competições de todos os tempos. Por exemplo a final do Australian Open de 2012 como a melhor partida já alguma vez vista. Este é um testemunho da sua grandeza como jogador de ténis.

 

 

10. Ana Ivanovic e Novak Djokovic são amigos de longa data

“Ainda me lembro dos pais dela a chegarem ao pé de mim e dizerem-me: “Muito bem que serviço que tens. Isso é muito bom, porque nós temos uma longa amizade. Nós conversamos e lembramos-nos de histórias e situações que tivemos há muito tempo atrás, partidas e treinos. Nós sempre nos rimos bastante, parece que isto foi há muito tempo.”



Mais: , , | Por: Sandra Melo