10 Dicas para gerir a vida como empresa

Gerir a vida como empresa significa perceber que nossa vida é como um sistema que para cumprir todas as suas funções precisa ser bem estruturado, organizado, seguir regras, horários, prazos, objetivos e fins. Não podemos ir simplesmente vivendo como se não houvesse o dia seguinte se queremos que o dia seguinte seja diferente de hoje. Por isso, é preciso refletirmos sobre estratégias de planeamento, organização e gestão seja de nós mesmos, dos nossos hábitos, tempo e tecnologias ou ferramentas que dispomos. Por isso, sugerimos algumas dessas estratégias nesse post.

 

1. Estabelecer as prioridades do momento

Se quisermos atingir nossos objetivos será preciso estabelecer prazos, ter disciplina, horários a cumprir, funções, prazos e estabelecer nossas prioridades, ou seja, começar por aquilo que for mais importante e essencial no momento. Assim, perceber quais são as nossas prioridades e procurar resolvê-las primeiramente é o nosso primeiro passo sempre ao iniciar qualquer caminhada na direção de um objetivo ou concretização de um projeto.

 

melhorde10

2. Saber qual o nosso papel nos projetos que escolhemos

Este ponto significa saber com clareza aonde queremos chegar e quais passamos teremos que dar para chegar até lá, quais serão nossas funções, o que está ao nosso alcance fazer e quais tarefas termos que delegar e a quem. Enfim, caminhar às cegas é sempre muito arriscado. Por isso, o planeamento neste momento é crucial, saber quais são nossas prioridades e ter uma agenda diária que nos lembre diariamente tudo aquilo que precisamos fazer.

 

melhorde10

3. Diversificar a sequência das tarefas

Por exemplo, se acabei de realizar uma atividade física , na sequência, poderei ter um momento social com os amigos, um momento de relaxamento ou distração com a família e, em seguida, me dedico a uma tarefa mais intelectual, como, por exemplo, a leitura ou desenvolver algum treinamento. Isto se deve ao facto do nosso cérebro não conseguir manter-se concentrado por muito tempo numa mesma atividade ou em atividades da mesma natureza.

 

melhorde10

4. Saber priorizar o que for mais urgente

Existe aqui uma diferença entre prioritário e urgente. O urgente é algo ainda mais prioritário que o prioritário, ou seja, é quando surgem imprevistos, coisas ou acontecimentos com os quais não estávamos a contar, por exemplo, um problema de saúde, um acidente, e aí precisamos largar tudo ou deixar tudo em suspenso até que nossa saúde volte a normalidade ou que estejamos tranquilos para retomar nossos projetos e vida normal.\

 

5. Estabelecer prazos para estratégias de curto, médio e longo prazo

Estabelecer tempos para as atividades de curto, médio ou longo prazo é algo muito importante, pois, a depender da tarefa, esta não poderá ser alcançada mais rapidamente ou apenas no longo prazo por meio da soma de várias ações de pequeno e médio prazos. Por isso, fazer um planeamento prévio das tarefas a realizar ao longo do tempo é tão importante e para tal também é válido recorrermos a quadros de lembretes ou agendas para lembrar dessas tarefas, não perder o foco e para não nos esquecermos do objetivo de longo prazo que queremos atingir.

6. Perceber que o ócio criativo pode ser útil

O tédio e o ócio criativo são coisas distintas. O tédio é aquele tempo parado que é desperdiçado com coisas que não vão agregar nada e que não vão nos levar a lugar algum. O ócio criativo é quando paramos, relaxamos a nossa mente, ficamos a contemplar a natureza ou a meditar e partir desse estado de silêncio, paz e relaxamento, alguma ideia nova possa surgir, que poderá ser o começo para um novo projeto ou a solução par um problema em andamento. Newton descobriu a lei da gravidade ao observar uma maça a cair.

 

7. Praticar o planeamento

O planeamento diário, semanal, mensal e anual são sempre muito importante, pois, sem planeamento ficamos perdidos, sem um norte ou direção a seguir. Como saberemos se o nosso planeamento foi feito da maneira certa? Podemos avaliar isto observando se estamos nos aproximando ou nos afastando dos objetivos e metas traçados. Se chegarmos a conclusão que estamos nos aproximando, isto significa que estamos a caminhar na direção certo. Do contrário, algo no nosso planeamento deverá ser revisto ou reformulado ou mesmo reformulado por completo caso estejamos a ir totalmente na contramão do objetivo que gostaríamos de alcançar.

 

Tempo livre

8. Cortar hábitos que nos fazem perder tempo

Há quem fique até tarde a ver coisas no telemóvel, facebook, mensagens de whats app, o que nos deixa agitados, nos tira o sono e nos faz dispersar de muita coisa que tínhamos a fazer, contribuindo para acordar tarde e perder uma manhã toda que poderia ter sido melhor aproveitada. Há também companhias destrutivas que vão apenas nos colocar para baixo ou nos desviar dos nossos objetivos. Assim, é preciso pensarmos quais hábitos e companhias estão contribuindo para que o tempo seja desperdiçado ou mal aproveitado a fim de que possamos eliminá-los da nossa vida.

 

9. Gerir nossas companhias

Como já mencionado no ponto anterior, é importante avaliarmos as companhias com as quais nos relacionamos, pois, a depender das nossas companhia, se for uma companhia muito destrutiva, com mentalidade de escassez, pessimista ou destrutiva, isto poderá nos colocar para baixo, desviar-nos dos nossos objetivos ou não contribuir para o alcance dos mesmos ou nos transmitir uma energia ruim que vai nos deixar fracos. Por isso, procura estar perto de pessoas que estejam alinhadas com os seus objetivos, buscando a melhoria e o progresso, pessoas positivas ou que possam vos orientar no alcance dos vossos objetivos.

 

 

melhorde10_21

10. Usufruir dos benefícios das tecnologias

É importante que saibamos dominar as tecnologias e não sermos dominados por elas, o que é algo muito comum de se ver hoje em dia, quando somos incapazes de deixar o telemóvel para conversar com uma amigo durante um jantar, por exemplo. Há coisas que o contacto direto ou estabelecimento de redes de relacionamento e trocas de  ideias poderão trazer que as tecnologias não vão substituir. É claro que o contacto também pode ser estabelecido por meio da internet com outras pessoas, mas estou aqui a referir-me aquele tempo que perdemos vendo mensagens inúteis ao facebook, vendo curiosidades sobre a vida dos outros que não vão contribuir em nada para o alcance dos nossos objetivos e que, pelo contrário, poderão ser como obstáculos para tal. Por isso, é importante saber filtrar e fazer um uso útil das tecnologias.



Mais: , | Por: Flávia Negrini