10 Dicas para combater o stress

Gestão de Stress

1. Combater a baixa autoestima

Aquele sentimento que que não somos capazes de conseguir aquilo que queremos gera ansiedade e stress. Por isso, é preciso trabalharmos o autoconhecimento, autoaceitação e combate a este sentimento que nos faz sentir inferior aos outros. Compara-se com os outros é sempre algo nocivo, pois, o nosso referencial de progresso deve ser nós próprios, como éramos ontem em relação ao que conquistamos e conseguimos alcançar hoje.

 

2. Autoaceitação

O primeiro passo para a diminuição do stress e da ansiedade é a nossa autoaceitação, ou seja, entendermos e nos aceitarmos no estado atual, gostarmos de nós do jeito que somos hoje, o que significa nos acolhermos, ter confiança em nós mesmos e termos a consciência de que para nos transformarmos é preciso tomarmos a iniciativa no sentido da transformação. Mas o facto de ainda precisarmos evoluir, não significa que não temos hoje o nosso valor e capacidade ou potencial para alcançar aquilo que queremos.

Auto Aceitação

3. Driblar as circunstâncias sociais

Precisamos ter em mente que os contextos e circunstâncias sociais poder tornar as coisas mais difíceis, mas que mesmo diante dos contextos mais complicados, sempre existirá uma brecha ou abertura para que algo de melhor aconteça em nossas vidas. Cabe a nós darmos o primeiro passo para que essa janela se abra e quando isso acontecer temos que saber aproveitar muito bem as oportunidades.

 

4. Começar com mudanças pequenas

Isto significa que não podemos ficar ansiosos e querer fazer tudo ao mesmo tempo ou resolver tudo de uma vez. Um pequeno passo ou mudança de atitude ou hábito já será o começo para que transformações futuras maiores possam acontecer com o tempo. Não pensem no resultado de longo prazo, mas foquem na meta estabelecida a cada novo dia e comemorem ao fim do dia a meta alcançada.

 

5. Não Procrastinar metas

Não procrastinem as metas estabelecidas, pois, a procrastinação nos deixará muito mais ansiosos a cada vez que percebermos que não alcançamos a meta. Por isso, quando determinarem uma meta e seus prazos, procure não os adiar, a não ser em situações extremas ou emergenciais.

 

6. Batalhar contra desequilíbrios a nível emocional

Reflitam se aquilo que lhes perturba emocionalmente é tão importante assim para vossas vidas. Até que pontos certos problemas precisam de tanto da sua atenção? Procurem, assim, focar naquilo que é mais essencial, pois, estas coisas que te tiram do foco podem ser muito prejudiciais ao alcance dos seus objetivos prioritários, o que, por sua vez, aumenta o nível de ansiedade e stress.

7. Não idealize as pessoas e a vida

Não crie uma versão idealizada das pessoas e da vida. Procure ver as coisas como elas de facto são na realidade, pois, isto lhes ajudará a encarar e resolver problemas de forma mais objetiva e prática e com base em evidências e não em projeções ou idealizações, o que reduz as frustrações, expectativas falsas e, consequentemente, a ansiedade e o stress.

 

8. Ser otimista, mas também realista

Isto significa que é bom sermos otimistas, mas também é preciso ponderar as decisões com base em evidências concretas e tomar atitudes de modo a ponderar os riscos e possibilidades à nossa disposição, ou seja, é preciso sonhar e acreditar nos sonhos, mas também é necessário ter os pés no chão.

 

9. Evitar produções artísticas que estimulem uma visão distorcida da realidade

Isto quer dizer que devemos evitar tudo aquilo que promova ou facilite uma visão exageradamente romântica das coisas, que contribua para passemos a enxergar a realidade de forma distorcida, ou seja, novelas e produções de cinema, por exemplo, que promovam níveis de distorção da realidade exagerados.

10. Respeitar o nosso ritmo particular

Isto significa que não devemos ser excessivamente rigorosos com nós próprios e estar sempre a nos comparar com os demais. Cada pessoa terá um ritmo e aquilo que é fácil para um pode ser muito mais custoso para outro. Por isso, você deve valorizar suas conquistas sempre, ainda que sejam pequenas, pois, para quem estava no nível zero, chegar ao nível 1 já pode representar um grande feito.



Mais: , , | Por: Flávia Negrini