10 curiosidades sobre Roy Lichtenstein

A pop arte inclui imagens da cultura popular, como publicidade, banda desenhada, notícias, etc., por oposição à cultura elitista. Estava entre os movimentos de arte dominantes do século XX. Roy Lichtenstein foi um artista pop americano que estava entre as principais figuras desse movimento artístico. Aqui estão 10 curiosidades interessantes sobre ele.

  • Gearbest $39.99 for Lenovo E1 1.33-inch TFT Screen Sports Smartwatch Global Version promotion
  •  

    1. Roy era encantado pelas as mulheres

    Roy casou-se duas vezes. Em 1949, casou com Isabel Wilson e depois de se divorciar dela em 1965, casou com Dorothy Herzka, em 1968. De acordo com a sua segunda esposa, Roy era “encantado pelas mulheres”. “Ele tinha mais amigas do que amigos e pode ter chegado a pensar que as mulheres eram mais espertas que os homens, em geral”. Roy pintou uma série de estudos sobre mulheres nuas, embora isso não seja muito conhecido.

     

    2. “Drowning Girl” de Lichtenstein é considerada uma “obra-prima do melodrama”

    “Drowning Girl” ou “I Don’t Care! I’d Rather Sink” é considerado um dos trabalhos mais importantes de Lichtenstein, talvez tão significativo quanto “Whaam!”. Um balão de pensamento na pintura mostra que a figura central prefere afogar-se do que pedir ajuda ao seu amante Brad. Uma das obras mais famosas da pop arte, tem sido frequentemente descrita como uma “obra-prima do melodrama”. A fonte da pintura é a página inicial de Tony Abruzzo de “Run for Love!” em corações secretos. Lichtenstein também reconheceu que a onda é adaptada da famosa gravura do artista japonês Hokusai, The Great Wave off Kanagawa.

     

    3. A pintura mais vendida de Lichtenstein é “Woman with Flowered Hat”

    O recorde do preço mais alto do leilão de uma obra de Roy Lichtenstein é mantido pela pintura de 1963 “Woman with Flowered Hat”, que chegou aos 56,1 milhões de dólares em Maio de 2013. A pintura é baseada em Dora Maar au Chat (Dora Maar com um gato), de Pablo Picasso (Dora Maar com um gato), que, vale 95,2 milhões de dólares, sendo uma das pinturas mais caras do mundo.

     

    4. Lichtenstein fez um filme

    Juntamente com o cineasta americano Joel Freedman, Lichtenstein fez um filme intitulado de “Three Landscapes”. Era uma instalação de três telas relacionada à série de colagens temáticas sobre paisagens que ele produziu entre 1964 e 1966. Embora Lichtenstein tivesse planeado fazer 15 curtas-metragens, “Three Landscapes” seria o seu único empreendimento nesse meio.

     

    5. O cartunista de “Whaam!” Ajudou Roy durante a sua passagem pelo exército

    O artista original de “Whaam!” Foi o ilustrador americano de banda desenhada Irv Novick, que aliás era oficial do campo de treinos do exército onde Lichtenstein treinou durante a Segunda Guerra Mundial. Depois de reconhecer o talento de Roy, Novick deixou Roy de serviço de limpeza de latinas e levou-o a desenhar cartazes e posters. Ironicamente, anos depois, Lichtenstein transformou a sua ilustração numa obra-prima.

     

  •  

    6. “Whaam!” É a pintura mais famosa de Roy Lichtenstein

    “Whaam!”, De Lichtenstein, é uma obra icónica do movimento da Pop Arte e talvez a sua pintura mais famosa. “Whaam!” É uma das várias obras de Roy que retratam combate aéreo. Lichtenstein teve um período de três anos no exército dos Estados Unidos de 1943 a 1946. Durante esse período, ele foi enviado para treinos de pilotos, no entanto, o programa foi cancelado. A outra pintura de guerra monumental de Lichtenstein é “Como eu abri fogo”.

     

    7. Os críticos de arte criticaram severamente o seu trabalho e chamaram-no de imitador

    A primeira vez que o seu trabalho foi exibido, Lichtenstein foi fortemente criticado por críticos de arte e a revista Life chegou ao ponto de publicar um artigo cujo título perguntava: “Ele é o pior artista dos Estados Unidos?” Lichtenstein também foi chamado de imitador por muitos, pois os seus trabalhos assemelhavam-se aos originais. Com o tempo, porém, ele foi considerado um dos maiores artistas do Movimento Pop Arte.

     

    8. O seu filho conduziu-o até à Pop Arte

    A sua pintura de 1961, “Look Mickey”, é considerada a ponte entre o Expressionismo abstrato e as obras de pop arte. Lichtenstein criou a pintura depois de o seu filho o ter desafiado, ao apontar para uma revista de quadrinhos do Mickey Mouse e a dizer: “Aposto que tu não pode pintar tão bem quanto isto, hein, pai?”

     

    9. Roy começou como um artista cubista

    Roy Lichtenstein trabalhou inicialmente no cubismo e no Expressionismo abstrato. No final da década de 1950, no entanto, os seus trabalhos incluíam imagens ocultas de personagens de desenhos animados.

     

  •  

    10. No início Roy Lichtenstein não era um entusiasta de banda desenhada

    Roy Lichtenstein nasceu a 27 de Outubro de 1923 no seio de uma família judia. Quando menino, ele não era grande fã de histórias aos quadrinhos, embora mais tarde as revistas de quadrinhos inspirassem os seus trabalhos mais conhecidos.



    Mais: , , | Por: João Baganha