10 curiosidades sobre Lisboa

1. É a cidade mais antiga da Europa Ocidental

Lisboa é a cidade mais antiga da Europa Ocidental. Na verdade, apenas Atenas é considerada a mais velha se você olhar para a Europa como um todo. Lisboa foi fundada pelos fenícios em 1200 aC, povo de marinheiros e mercadores. A localização no rio Tejo e na costa atlântica era aparentemente boa demais para perder. Uma das teorias sobre o surgimento do nome Lisboa é que este provenha da pronúncia fenícia “Allis Ubbo“, que significa “porto seguro”.

Tecnicamente, Lisboa não é a capital de Portugal. Não existem documentos oficiais que confiram isso. Aparentemente, aconteceu por acaso quando o rei Alfonso III se estabeleceu com a sua corte em Lisboa. Claro que fazia sentido, visto que Lisboa já era a maior e mais importante cidade de Portugal.

 

View this post on Instagram

A post shared by Amar Lisboa | (@amar_lisboa)

2. Os símbolos

O corvo é o símbolo de Lisboa. Reza a lenda que dois corvos viajaram com o corpo de São Vicente, padroeiro de Lisboa. Vicente Zaragoza foi sepultado no Algarve, perto de Sagres, desde o ano 303. D. Afonso I mandou desenterrar o corpo e despachou-o para Lisboa. Também pode encontrar esta história no brasão de Lisboa.

Muitas ruas e praças de Lisboa são ladrilhadas a preto e branco. Afirma-se que esta tem as suas origens em São Vicente: o branco representa a roupa dos cruzados, enquanto o preto era a cor preferida de São Vicente.

 

View this post on Instagram

A post shared by Orηєℓℓα ℬ.🪐 (@ornella_blg)

3. A cidade nas sete colinas

Tal como Roma, Lisboa está construída sobre sete colinas e é chamada a “cidade das sete colinas“. No entanto, há muitos que duvidam disso: existem sete colinas? Ou são oito? A que você chama algo de colina exatamente?

Lisboa tem uma área de cerca de 18 quilómetros. A ponte Vasco da Gama é a ponte mais longa da Europa com mais de 18 km. Um facto relacionado com o livro de recordes do Guinness, que escreve sobre um jantar ao qual compareceram 15.000 pessoas. Tendo sido realizado na Ponte Vasco da Gama, na sua inauguração em 1998.

 

View this post on Instagram

A post shared by Amar Lisboa | (@amar_lisboa)

4. Recordes do Guinness

Mais um dos recordes mundiais do Guinness em Lisboa: a Igreja de Santa Engrácia, nos dias hoje é o Panteão Nacional. É considerada a igreja com maior tempo entre o início e a conclusão. O trabalho começou em 1681 e só foi concluído em 1966. É óbvio que todos os tipos de coisas aconteceram durante os anos seguintes: maldições, arquitetos mortos e outras prioridades quase transformaram isso num rosário sem fim.

O clube de futebol SL Benfica tem o maior clube de adeptos do mundo, 14 milhões de benfiquistas. O número de adeptos oficiais é estimado em mais de 14 milhões. Destes 14 milhões, 170 mil são oficialmente reconhecidos como sendo sócios.

 

View this post on Instagram

A post shared by Ipse__dixit (@ipse__dixit)

5. Guinness a cerveja

Você sabia que Lisboa foi a primeira cidade do mundo a importar a cerveja Guinness de Dublin. Existem outros documentos que nos dizem que a cerveja Guinness já eram importada para Lisboa em 1811.

 

6. 214 clubes de futebol na cidade

A população de Portugal em geral e Lisboa em particular é fanática por futebol. É por isso que existem nada mais, nada menos que 214 clubes de futebol inscritos em Lisboa. O Sporting CP e o SL Benfica não são os únicos clubes da cidade.

 

  •  

    View this post on Instagram

    A post shared by James Bond 007 (@007)

    7. Uma fortaleza de espiões

    Durante a Segunda Guerra Mundial, Portugal foi neutro. Isso tornou o país extremamente atraente para refugiados (ricos). Especialmente o casino do Estoril, a oeste de Lisboa, era um local popular. O fato de muitos espiões terem sido enviados para lá de todos os serviços de inteligência não deveria ser uma surpresa. O mais famoso deles deve ser Ian Fleming. Sim, o Ian Fleming que escreveu o famoso agente secreto 007.

     

    View this post on Instagram

    A post shared by Priscila Gomes Neves (@prazeresdeviajar)

    8. O segredo dos Pastéis de Belém e cafés

    Apenas cinco pessoas no mundo conhecem a receita do Pastel de Belém, o Pastel de Nata original. Memorizaram a receita, não existe uma versão escrita. Esses cinco homens, portanto, nunca viajam simultaneamente com no mesmo avião ou no mesmo carro.

    No Café Martinho Da Arcada, um clássico café lisboeta, existem duas mesas onde não se pode sentar, estão permanentemente reservadas para dois dos escritores mais famosos de Portugal: um para Fernando Pessoa e outrO para José Saramago. Aliás, você pode simplesmente entrar ou na rua ver a estátua do Pessoa do lado de fora de outro café mítico da cidade o Café A Brasileira.

     

    View this post on Instagram

    A post shared by Elétricos_de_Lisboa (@eletricos_de_lisboa)

    9. Os elétricos

    Não é só a Ponte 25 de Abril que parece ter as suas raízes em São Francisco (ponte Golden Gate), no entanto as autoridades municipais também procuravam em São Francisco outro símbolo de Lisboa: os conhecidos elétricos amarelos que se inspiram nos que existiam em meados do século XIX na Califórnia. Em 1873 deu-se início ao primeiro elétrico em Lisboa, e os elétricos foram, apropriadamente, apelidados de Americanos.

     

  •  

    View this post on Instagram

    A post shared by Visit Lisboa (@visit_lisboa)

    10. Galerias Romanas

    Sob as ruas de Lisboa encontra-se uma genuína cidade romana com cerca de 2.000 anos, as Galerias Romanas. Com corredores, pontes e quartos. Após o terremoto de 1755, isso veio à tona durante as obras de reconstrução da cidade. Pode não acreditar nos seus olhos quando vir como você entra naquele lugar: através de uma pequena escotilha quadrada de metal no meio da rua. Infelizmente você só pode fazer a visita em alguns dias específicos ano, o que pode tornar o plano da sua viagem à cidade um pouco mais difícil.



    Mais: , | Por: Sandra Melo