10 curiosidades sobre João Félix

João Félix é o mais recente “menino prodígio” do futebol em Portugal a ser apelidado de o “próximo Ronaldo” continua a atrair o interesse de alguns dos maiores clubes da Europa. Marcou um hat-trick na Liga Europa na noite de quinta-feira e é um dos nomes mais quentes da Europa do momento, com Manchester United e o Liverpool nomeados como candidatos principais para o contratar. João Félix, tem apenas 19 anos, está cotado para quebrar o recorde de transferências de Hulk de € 60 milhões pela maior taxa recebida por um jogador em Portugal, mas o que sabemos até ao momento sobre o jovem atacante?

 

  • Gearbest $39.99 for Lenovo E1 1.33-inch TFT Screen Sports Smartwatch Global Version promotion
  •  

    1. João Félix tem 19 anos e joga pelo Benfica. Em nove jogos da liga, incluindo cinco partidas nesta época, já marcou quatro golos.

     

    2. Não se fala de outra coisa na comunicação social desde que o Liverpool apresentou recentemente uma oferta de muito dinheiro a ser rejeitada pelos serviços do jovem de 19 anos, provavelmente o Liverpool teve de abrir mão de um pouco mais se desejar o atrair para longe da sua terra natal.

    Félix assinou um novo contrato lucrativo que viu sua cláusula de rescisão dobrar no ano passado, com 120 milhões de euros agora necessários para contornar as negociações com o Benfica. Se algum clube decidir desencadear a sua cláusula de rescisão, Félix será o terceiro jogador mais caro da história do futebol, sentado entre os talentos supremos de Kylian Mbappe e Philippe Coutinho.

     

    3. O adolescente jogou como médio atacante, mas, como Marcus Rashford, ele adapta-se bem sendo que, já fez três de suas partidas à esquerda de um ataque e de três homens. No lado jovem, ele era mais um médio ofensivo.

     

    4. A cidade de Viseu também foi o berço do grande europeu Paulo Sousa, que conquistou títulos consecutivos na Liga dos Campeões com a Juventus e o Borussia Dortmund nos anos 90.

    Também era um meio campo central e Félix espera seguir os passos do seu compatriota no maior palco da Europa. Paulo Sousa também fez 53 aparições na seleção portuguesa, uma das quais disputada nos quartos de final do Euro 2000, onde jogou 45 minutos da vitória de 2 a 0 sobre a Turquia. Talvez João Félix esteja destinado a coisas semelhantes nos próximos anos.

     

    5. João Félix esteve envolvido na formação de jovens do FC Porto no escalão Sub-15, mas foi dispensado após três anos no clube devido à sua ligeira magra estrutura e falta de composição física. Embora o seu jogo não dependa da sua composição física, Félix tem trabalhado na sua forma física desde que esteve no Benfica e já se tornou um meio-campo central muito mais completo.

     

  •  

    6. No videojogo Football Manager o toque, a técnica e a visão incrível são três dos pontos fortes de João Félix e o Benfica tem todas as características para transformar qualquer equipa na vida real ou no mundo virtual. Se você não é um adepto do United ou do Liverpool, a sua melhor hipótese de ver Felix nas suas fileiras pode ser o melhor no Football Manager e acreditar em nós, você não vai se arrepender. Seja cauteloso, no entanto, a comunidade do videojogo Football Manager avisa que ele pode ser um jogador egoísta e isso deve ser treinado com ele antes que ele salte para se tornar um jogador em campo regular.

     

    7. De volta ao mundo real, João Félix quase assinou um contrato com o West Ham no último verão, quando os clubes aparentemente já tinham fechado um acordo que satisfazia todas as partes. No entanto as esperanças do West Ham foram reduzidas quando o jovem português aparentemente recuou e decidiu fechar um novo contrato de longo prazo com o Eagles, sendo que viu a sua cláusula de compra a dobrar e isso significa que ele está comprometido com o clube até 2023.

     

    8. Não havia nada de impetuoso no seu talento. “Ele não é um drible”, afirmou Nuno Gomes, que trabalhava no Seixal, na academia do Benfica nos arredores de Lisboa, quando Félix chegou aos 15 anos. Não precisava haver. O seu brilho surgia nas pequenas coisas, nas coisas simples. Nuno Gomes apaixonou-se pela sua visão, pela sua percepção e, principalmente, pelo seu primeiro toque: a maneira como ele parecia saber o que ia fazer antes de receber a bola. “Ele pensa mais rápido que os outros”, afirmou Gomes.

     

    9. João Tralhão, treinador trabalhou com Félix durante a sua ascensão na academia, viu isso na maneira como ele abordava os treinos. “Isso é o mais importante nessa idade”, afirmou Tralhão. “Treino, não é competição. É um bom indicador para um técnico de quão longe um jogador irá. ”O que mais se destacou, para Tralhão, foi que Félix tinha o ar de um perfeccionista, mesmo nos exercícios mais básicos.

     

  •  

    10. José Boto era olheiro do Benfica na época. Trabalhou com a equipa sénior, no entanto os seus colegas da academia falaram-lhe sobre esse jogador que ele tinha que ir ver. “Eles não tinham dúvidas sobre ele”, lembrou. Ele frequentava os jogos da academia regularmente para ficar de olho nele. Rapidamente chegou à mesma conclusão. “Ele era diferente dos outros”, afirmou José Boto.



    Mais: , , | Por: Rita Ferraz