Desporto

10 curiosidades sobre Carlos Alcaraz

Carlos Alcaraz Garfia, o jovem tenista espanhol, conquistou o mundo do ténis com as suas habilidades e conquistas excepcionais na quadra. Nascido a 5 de Maio de 2003, em El Palmar, Múrcia, Espanha, Carlos Alcaraz subiu rapidamente na hierarquia para se tornar um dos talentos mais promissores do desporto. Neste artigo, vamos aprofundar alguns factos fascinantes sobre Carlos Alcaraz, esclarecendo a sua trajetória, conquistas e a sua marca no mundo do ténis.

 

  • 1. O apoio do seu irmão

    O seu irmão Álvaro, sempre o apoiou. Alcaraz ficou especialmente animado porque o seu irmão o acompanhou ao torneio no Rio. Treinaram juntos na primeira sessão preparatória no Rio de Janeiro e foi o prelúdio para a sua coroação.

     

    2. Adora Sushi

    Como sempre sushi, na noite anterior aos jogos. Carlos Alcaraz nunca teve problemas com má alimentação, porém gosta de se limitar de comida japonesa antes dos jogos. “Nunca fui um menino que comia mal. O que melhorei foi a suplementação, tendo mais consciência da importância de comer bem. Tem sido uma das chaves da minha condição física.” afirmou.

     

    3. Subiu ao pódio do ATP

    Ficou em terceiro na corrida de 2022. Alcaraz, graças às 17 vitórias nesta temporada, subiu ao pódio do ATP. À sua frente aparecem apenas Nadal e Daniil Medvedev. O objetivo de estrear como master na Masters Cup de Turim está cada vez mais próximo. Se vencer a final em ultrapassou Medvedev e percorreu até ao segundo lugar na corrida.

     

    4. A equipa

    A maior equipa do circuito de ténis. Por trás de um fenómeno como o jogador do El Palmar está uma grande equipa com Ferrero, o seu agente no IMG Albert Molina, os fisioterapeutas Juanjo Moreno, Sergio Hernández e Fran Rubio, o médico Juanjo López, os preparadores físicos Álex Sánchez e Alberto Lledó, o a psicóloga Isabel Balaguer e uma Academia Equelite que o apoia todos os dias para lhe dar todas as facilidades. Antonio Martínez Cascales, mentor de Ferrero, o acompanha em alguns torneios como o do Rio, que acabou nos seus showcases.

     

    5. O patrocínio da Rolex

    A Rolex tem Carlos Alcaraz como embaixador. A prestigiada marca de relógios vê-o como um substituto perfeito para Roger Federer pelos valores que transmite dentro e fora do campo. O seu mais recente patrocínio teve lugar na sua terra, Múrcia, onde se tornou embaixador do destino Costa Cálida (instalação turística). A multinacional Nike, que acompanhou as carreiras de Pete Sampras, Andre Agassi, Federer ou Nadal, entre outros, optou por Alcaraz em 2020 como o futuro do ténis.

     

    6. Adora jogar Xadrez

    Xadrez e “siesta” em preparação para as partidas. O atleta murciano gosta de trabalhar a agilidade mental através do xadrez. Geralmente joga antes das suas partidas. “Ajuda-me a ser mais rápido mentalmente, a analisar as jogadas, a prever o movimento que desejo fazer, a estratégia, entre outras coisas. Ajuda-me a estar concentrado o tempo todo. No xadrez, tal como no ténis, perdemo-nos por um momento e o jogo acabou. Nesse aspecto são duas disciplinas bastante semelhantes”. Tão importantes são as sestas também. “A recuperação é fundamental e as sestas antes dos jogos são importantes para mim.” afirmou.

     

  •  

    7. Joga Golfe

    Golfe depois do ténis. O interesse do seu treinador pelo golfe fez com que Carlos começasse a bater nos tacos com frequência. Assemelha-se assim a Nadal, outro grande adepto deste desporto e que aproveita grande parte do seu tempo livre para jogar.

     

    8. Adepto do Real Madrid

    Madrileno e a vontade de ver Mbappé de branco. Alcaraz, tal como Nadal, é um grande adepto do futebol e a sua lealdade é clara. Ele é adepto do Real Madrid, assim como o seu entorno, já que Ferrero também é adepto da equipa da capital espanhola. O seu desejo é que a contratação do francês Mbappé seja definitivamente confirmada para a próxima temporada. “Espero que todos queiram Mbappé na sua equipa”, diz ele. Ele nunca tinha estado num grande estádio a assistir a uma partida de futebol até presenciar a vitória da Espanha sobre a Suécia ao vivo em La Cartuja (Sevilha), que deu à Selecção Espanhola o passaporte para a Copa do Mundo do Catar.

     

    9. O sonho de tirar a carta de condução

    A carta de condução, como um título de ténis. Carlos pegou no livro de código da estrada para estudar a teoria da carta de condução em plena quarentena na Austrália em 2021. Um dos seus sonhos era tirar a carta o mais rapidamente possível e ele conseguiu esse feito no início de Fevereiro passado. “Sinceramente, não sei quando fiquei mais nervoso, no exame de condução ou na final carioca contra o Schwartzman”, afirmou.

     

    10. O apoio de Juan Carlos Ferrero

    Quatro anos com Juan Carlos Ferrero. A quarta temporada de parceria entre o ex-número um do mundo e a promessa de El Palmar é um produto acabado. Ferrero, depois de orientar Alexander Zverev, estava animado para moldar um jovem promissor como Carlos e ajudou-o no difícil caminho para chegar à elite.

    Deixe o seu comentário


    Ver mais: