10 conselhos para se preparar para o coronavírus

Os casos de coronavírus continuam a ser sucessivamente confirmados em Portugal.
Ao seguir alguns conselhos básicos, você pode ajudar a reduzir o seu risco de ficar infetado e fazer a sua parte para proteger outras pessoas, se a sua comunidade for afetada.

 

  •  

    O coronavírus continua a espalhar-se pelo mundo, com centenas de doentes e mais de uma dúzia de mortes na Europa. Os especialistas de saúde alertam que a propagação do vírus no país é inevitável. Isso significa que é hora de preparar a sua casa e a sua família, caso a sua comunidade seja afetada. O mais importante: não entre em pânico. Embora o surto seja uma séria preocupação de saúde pública, a maioria das pessoas que contraem o coronavírus não ficam gravemente doentes e apenas uma pequena percentagem requer cuidados intensivos. Seguir alguns conselhos básicos, você pode ajudar a reduzir o seu risco e fazer a sua parte para proteger outras pessoas.

     

    Lavar as mãos

    Mantenha as mãos limpas e mantenha distância de pessoas doentes. Lave as suas mãos. Não é sexy, mas funciona. Vale a pena repetir uma e outra vez: lave as mãos. Molhe as mãos com água corrente limpa e ensaboe-as com sabão; não perca as costas das mãos, entre os dedos ou debaixo das unhas. Esfregue por pelo menos durante 20 segundos (ou aproximadamente o tempo necessário para cantar o “Parabéns a Você” duas vezes) seque as suas mãos com uma toalha limpa ou deixe secar ao ar. Desinfetantes para as mãos à base de álcool, que devem ser esfregados por cerca de 20 segundos, também podem funcionar, no entanto o gel deve conter pelo menos 60% de álcool

     

    Os centros de saúde recomendam que você evite tocar nos seus olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas (uma coisa que é difícil, como sabemos). Enquanto isso, se outra pessoa apresentar sintomas de gripe ou resfriado, tente ficar a um metro e meio de distância. Se isso não for possível, até um pouco de distancia que lhe for útil, (de acordo com os especialistas), pois o vírus parece espalhar-se através de gotículas no ar de uma tosse ou  de um espirro.

     

  •  

    Espirros ou tosse?

    Direcione para o cotovelo para evitar deixar os germes nas mãos, que podem se espalhar rapidamente para outras superfícies. Outras maneiras de ser inteligente incluem o uso do “aperto de mão do Ebola”, onde você cumprimenta outras pessoas com os cotovelos e pressiona os botões do elevador com a junta do cotovelo em vez da ponta do dedo.

     

    Fique em casa se estiver doente

    Proteja as outras pessoas da infecção, tome cuidado extra se não estiver s sentir-se bem. O coronavírus começa no fundo dos pulmões e os sinais mais comuns são febre e tosse seca, seguidos de fadiga e falta de ar. Se você tiver algum destes sintomas, faça todos os esforços para permanecer em casa. Não vá ao escritório; não leve as crianças para a escola, evite frequentar cafés, restaurantes ou lojas, não use o transporte público. Se as crianças apresentam alguma doença, elas também devem permanecer em casa longe da escola.

     

    Entre em contacto com o seu empregador e informe-o da sua doença e descubra como gerir melhor o seu trabalho em casa. Se você começar a ter febre alta, falta de ar ou qualquer outro sintoma mais sério, a melhor coisa a fazer é ligar para o seu médico para que ele saiba e pergunte sobre os próximos passos. (O teste de coronavírus é inconsistente até ao momento. Não existem kits de teste suficientes e é perigoso, sendo que as pessoas com o coronavírus entrem no consultório médico e corram o risco de infetar outras pessoas. Portanto, siga as instruções do seu médico.) mencione o seu centro de saúde local para obter conselhos sobre como e onde fazer o teste.

     

    A menos que você já esteja infetado, as máscaras não o vão ajudar

    No entanto se você estiver infetado, as máscaras podem ajudar a impedir a propagação do vírus. As máscaras faciais tornaram-se quase um sinónimo de surto de coronavírus no exterior, contudo não fazem muito para o proteger. A maioria das máscaras cirúrgicas é muito frouxa para impedir a inalação do vírus. Os especialistas em doenças infecciosas não recomendam máscaras se você estiver saudável. Porém se você é um profissional de saúde ou cuida de pessoas doentes em casa ou num estabelecimento de saúde, você deve usar uma. Se você estiver infetado, as máscaras podem ajudar a impedir a propagação do vírus. As mais eficazes são as chamadas máscaras N95, que bloqueiam 95% das partículas muito pequenas.

     

    No sábado passado, um médico pediu em público que as pessoas parassem de comprar máscaras, ao avisar que não ajudaria contra a disseminação do coronavírus, mas que retiraria importantes recursos dos profissionais de saúde. O stock de suprimentos, remédios e recursos domésticos. Ignore as máscaras, mas não economize nos suprimentos domésticos, e isso também vale para medicamentos prescritos e vendidos sem receita.
  • Gearbest $39.99 for Lenovo E1 1.33-inch TFT Screen Sports Smartwatch Global Version promotion
  • Os especialistas aconselham a fazer pelo menos um suprimento de 30 dias de todas as prescrições necessárias, e você deve considerar o mesmo para itens domésticos, como alimentos básicos, detergente para a roupa e fraldas, se tiver filhos pequenos. Lembre-se de que o álcool é um bom desinfetante para o coronavírus, portanto, mantenha as superfícies da sua casa limpas. Deite fora os tecidos numa cesta do lixo depois de assoar o nariz. O C.D.C. É recomendado a limpeza de superfícies com “alto toque”, como telefones, computadores e tablets.
    Além dos objetos físicos, prepare a sua casa para um possível surto na sua região, mantenha-se atualizado com recursos a notícias confiáveis, como o site do seu centro de saúde local. Prepare a sua família e comunique o seu plano. Crie uma lista de verificação de emergência da família que responda a perguntas básicas sobre evacuações, recursos e suprimentos. Verifique se todos os membros da família estão atualizados sobre todos e quaisquer planos de emergência.

     

    Certifique-se de estar em contato com a escola do seu filho sobre quais tipos de planos são estabelecidos para qualquer tipo de alteração de horário, incluindo demissões antecipadas ou instruções on-line. Se você tem pais ou parentes idosos ou familiares com algum problema de saúde em especial, verifique se possui um plano para cuidar deles, no caso de ficarem doentes.

     

    Existem também algumas garantias que podem ser obtidas com a criação de uma lista de verificação de emergência da família, que pode responder a perguntas básicas sobre evacuações, recursos e suprimentos especialmente se você tiver um histórico de doenças.

     

    Com as crianças, mantenha a calma, tome a vacina contra a gripe

    A boa notícia é que os casos de coronavírus em crianças para já têm sido muito raros. Proteja o seu filho tome as mesmas precauções que tomaria durante a época das gripes e resfriados: incentive a lavagem frequente das mãos, afaste-se das pessoas que tossem ou espirram e tome a vacina contra a gripe. Os especialistas recomendam a vacinação contra a gripe, observando que a vacinação de crianças é a melhor proteção para idosos contra a pneumonia bacteriana.

     

    De momento, não há motivo para os pais se preocuparem, afirmam os especialistas, e a boa notícia é que os casos de coronavírus em crianças têm sido muito raros. Ao conversar com os seus filhos sobre um surto, certifique-se de avaliar primeiro o conhecimento deles sobre o vírus e processar a sua própria ansiedade. É importante que você não rejeite os seus medos e fale com eles num nível adequado à idade. Portanto, mantenha a calma e, se houver um surto na sua comunidade, pratique o que é conhecido como “distanciamento social”, o que significa mais consumo de Televisão e videojogos em casa e menos viagens ao parque.

     

  •  

    Preocupado com o mercado de ações?

    Respire fundo. Existem poucas razões para se alarmar a longo prazo, mesmo com as recentes quedas. Apesar dos mercados financeiros entrarem numa montanha-russa, os especialistas, afirmam que existem poucas razões para se alarmar a longo prazo. Afinal, “as ações são como as suas economias combatem a inflação, o mercado não é uma verdade absoluta para as suas finanças pessoais e você está a jogar um jogo longo”.

     

    As suas férias podem ter que ser adiadas

    Considere o seu destino e como você se sente sobre o risco. Especialistas afirmam que atualmente as pessoas devem sentir-se “muito confortáveis” a viajar para destinos na Europa, “mas isso pode mudar rapidamente”. Para viajar para fora do país, verifique os avisos de viagem, que recomendam que os viajantes evitem todas as viagens não essenciais à China, Coreia do Sul, Itália e Irão. Também estão a pedir aos adultos e pessoas com sistema imunológico comprometido que considerem adiar viagens não essenciais ao Japão.
    O seguro de viagem “Cancelar por qualquer motivo” pode protegê-lo, mas custará dinheiro. Leia todas as letras pequenas para compreender os termos e condições. Aguarde que a sua viagem seja interrompida ou atrações populares sejam fechadas ou ofereçam horários restritos. Ainda assim, se você estiver doente, não viaje. Mulheres grávidas e outras pessoas com sistema imunológico comprometido também devem pensar duas vezes sobre viagens não essenciais.


    Mais: , | Por: Sandra Melo