10 coisas para assistir na Netflix em Maio de 2021

 

1. The Sons of Sam: A Descent Into Darkness

Em 1976 e 1977, a cidade de Nova York foi abalada por uma série de tiroteios e esfaqueamentos, perpetrados por um misterioso serial killer que deixou notas provocativas, chamando-se de “o filho de Sam”. Por fim, um funcionário dos correios chamado David Berkowitz foi preso e declarou-se culpado dos crimes. No entanto, embora Berkowitz mais tarde insistisse que fazia parte de um culto satânico que o ajudou na sua farra, as investigações subsequentes não produziram outras prisões.

O diretor Joshua Zeman (mais conhecido pelos documentários arrepiantes “Cropsey” e “Murder Mountain”) revisita os assassinatos nas suas quatro partes “Os Filhos de Sam”, com Paul Giamatti a narrar como a voz de Maury Terry, um jornalista que escreveu artigos de jornal e um livro sugerindo que Berkowitz não agia sozinho. A série começa com o caso original e depois desenvolve-se com uma investigação mais ampla de atividades ocultas, sugerindo que uma prisão não encerrou o pesadelo.

 

2. Jupiter’s Legacy

Baseado numa série de quadrinhos do escritor Mark Millar e do artista Frank Quitely, “Jupiter’s Legacy” mostra Josh Duhamel e Leslie Bibb interpretando dois super-heróis idosos, o Utopian e a Lady Liberty, que salvaram o mundo ao lado da sua família e amigos desde 1930. Em flashbacks, a série cobre a história de origem da sua super equipa, a União, que surgiu durante a Grande Depressão. Porém a maior parte de “Jupiter’s Legacy” é sobre os problemas atuais desse casal de celebridades e os seus filhos adultos. Um a tentar viver de acordo com os seus padrões, e o outro sujeito a escândalos. A série apimenta grandes cenas de luta entre conversas sobre valores, enquanto as duas gerações de heróis debatem como usar os seus dons para fazer um mundo melhor.

 

3. Monster

Este drama de tribunal estreou no Festival de Cinema de Sundance em 2018 antes de cair no limbo da distribuição, apesar das críticas amplamente positivas. Nos anos seguintes, o ator principal, Kelvin Harrison Jr., destacou-se em vários dramas de alto perfil, incluindo “Luce” e “Waves”. Aqui ele interpreta Steve Harmon, um adolescente inteligente e sensível do Harlem que é preso sob a acusação de homicídio após ficar perto da bodega errada na hora errada.

Baseado no romance de jovens adultos indicado ao National Book Award de Walter Dean Myers, “Monster” alterna entre as cenas do julgamento de Steve e vislumbres da vida relativamente privilegiada que ele levava antes, para ilustrar como o sistema de justiça criminal seletivamente o difama. O filme também apresenta o sempre fascinante John David Washington (pré- “BlacKkKlansman” e “Tenet”) num papel menor, interpretando o misterioso criminoso cuja associação com o herói se prova fatídica.

 

4. Oxygen

Neste thriller claustrofóbico de ficção científica, Mélanie Laurent interpreta Elizabeth, uma mulher que acorda numa base de suporte de vida tecnologicamente avançada, sem nenhuma memória de como ela chegou lá e apenas as impressões mais vagas da sua vida antes da crise atual. Enquanto a inteligência artificial que controla a base avisa que o seu nível de oxigénio está desaparecer rapidamente, Elizabeth tenta freneticamente entrar em contato com o mundo exterior, para descobrir mais sobre quem e onde ela está. Realizado pelo talentoso cineasta francês Alexandre Aja, mais conhecido por “Alta Tensão” e “Crawl”. “Oxygen” funciona como um mistério intenso, principalmente ambientado num local confinado, onde a heroína luta para juntar as pistas antes que o seu tempo se esgote.

 

5. The Upshaws

A comediante Wanda Sykes é co-criadora e parceira da sitcom “The Upshaws”, interpretada por Mike Epps como um mecânico de automóveis de bom coração, porém frequentemente sobrecarregado, tentando cuidar dos seus filhos, a sua esposa e o seu ex-amante, todas difíceis de agradar. Sykes interpreta a sua cunhada e sócia de negócios, que nunca perde uma oportunidade de lançar insultos no seu caminho. A co-criadora Regina Hicks escreveu as adoradas comédias dos anos 1990 e 2000 “Girlfriends” e “Sister, Sister”, embora “The Upshaws” seja mais uma reminiscência dos clássicos dos anos 1970, como “Sanford and Son” e “Good Times”, que encontre o humor no meio do drama diário da vida familiar de operários.

 

  •  

    6. The Woman in the Window

    Amy Adams interpreta este thriller influenciado por Alfred Hitchcock sobre uma agorafobia alcoólatra chamada Anna, que acredita ter testemunhado um assassinato no prédio em frente ao seu espaçoso brownstone em Nova York, contudo não consegue fazer a polícia concordar. O filme é baseado num A.J. Romance de Finn, adaptado para a tela pelo diretor Joe Wright e pela realizadora Tracy Letts, que também interpreta a terapeuta de Anna.

    “The Woman in the Window” apresenta várias reviravoltas surpresa, interpretadas por um elenco de primeira classe que inclui Gary Oldman, Julianne Moore, Jennifer Jason Leigh e Wyatt Russell. Wright é conhecido por filmes visualmente elegantes e abertamente teatrais como “Anna Karenina” e “Expiação”, com movimentos de câmera dinâmicos, enquadramento fora de forma, iluminação dramática e performances extravagantes, todos colocados ao serviço aqui para um mistério de assassinato onde nada é exatamente o que parece.

     

    7. Army of the Dead

    Um dos projetos mais caros e ambiciosos da Netflix até o momento, a comédia de terror “Army of the Dead” é ​​o primeiro filme do realizador e diretor Zack Snyder desde a sua conturbada e polémica “Liga da Justiça”. Os detalhes desta nova imagem estão a ser mantidos em sigilo por enquanto, no entanto é uma espécie de filme de assalto, ambientado numa Las Vegas em ruínas, invadida por zombies extraordinariamente inteligentes e organizados. Dave Bautista interpreta o líder dos invasores humanos, enquanto Garret Dillahunt, Tig Notaro e Matthias Schweighöfer são apenas alguns dos atores que interpretam a sua equipa. O filme é a primeira peça do que se pretende uma saga de longa duração, com uma prequela e uma série de animação já em produção.

     

    8. Move To Heaven

    O drama coreano original mais recente da Netflix, Move to Heaven, é interpretado por Lee Je-hoon e Tang Joon-sang. Esta história comovente conta a história de Geu-ru, um jovem com síndrome de Asperger e Sang-gu, que de repente se torna o guardião de Geu-ru. Os dois unem-se para trabalhar como “limpadores de traumas”, um grupo de pessoas que está a limpar os últimos pertences dos falecidos e descobrindo as histórias que ficaram para trás.

    Este conto inspirador é baseado num ensaio de não ficção, Things Left Behind, de Kim Sae-byul, que narra os primeiros limpadores de traumas da Coreia do Sul. A série será dirigida pelo diretor Kim Sung-ho, que está a fazer a sua estreia na direção de drama e o realizador, Yoon Ji-ryun, que trabalhou em 2004, Boys Over Flowers. Ji Jin-hee e Lee Jae-wook estão programados para fazer aparições especiais.

     

    9. Master of None

    A esperada terceira série de Master of None de Aziz Ansari está marcada para estrear na Netflix em Maio, porem terá um enredo totalmente diferente das duas temporadas anteriores.

    Ao contrário do que se esperava, a terceira temporada não segue a vida de Dev Shah (Ansari), porém sim na personagem parceira de Denise (Lena Waithe) e a sua parceira Alicia (Naomi Ackie), com a série realizada por Ansari e escrito por Waithe e Ansari.

    A Netflix descreveu a série como “uma história de amor moderna que ilustra intimamente os altos e baixos do casamento, as lutas com a fertilidade e o crescimento pessoal juntos e separados”.

     

  •  

    10. Eden

    Eden é uma nova série de anime distópica de ficção científica que se passa num mundo a milhares de anos no futuro, numa cidade conhecida como “Eden 3”.

    Habitada apenas por robôs cujos antigos mestres desapareceram há muito tempo, a série conta a história de dois robôs agrícolas que acidentalmente acordam uma jovem garota humana, que começa a questionar tudo o que eles foram ensinados a acreditar. Que os humanos eram nada mais do que um ancestral proibido mito. Juntos, os dois robôs criam secretamente a criança num porto seguro fora do Éden.



    Mais: , , | Por: João Baganha