Os 10 melhores filmes do Studio Ghibli

 

Quem não tem uma memória de um filme do Studio Ghibli? A produtora japonesa de animação tem mais de 20 filmes produzidos sob seu olhar cuidadoso e mostraram ao mundo todo como a tradição do anime pode chegar aos corações  de pessoas no mundo todo. Não importa a idade que tenhas, de certo que tens no mínimo um dos 10 filmes abaixo dentro das suas memórias mais queridas. Acompanhe aqui a nossa lista dos filmes favoritos do estúdio e deixe-nos saber se esquecemos de algum!

 

1. A Viagem de Chihiro (2001) de Hayao Miyazaki

Chihiro é uma garota mimada e voluntariosa, que sê ve numa situação infeliz quando seus pais anunciam a mudança para uma cidade do interior, obrigando-a a abandonar seus amigos e a escola que tanto gostava. Durante a viagem, eles se perdem, e vão parar em outro mundo, o mundo dos deuses. Chihiro agora deverá amadurecer, se quiser salvar seus pais e voltar a ver seu mundo.

 

2. O Túmulo dos Pirilampos (1988) de Isao Takahata

Um dos filmes mais assistidos no Japão, Túmulo dos Vagalumes narra a história de dois irmãos que perdem tudo durante a Segunda Guerra Mundial. Este filme conta o outro lado da Guerra, sendo considerado um clássico.

 

3. Princesa Mononoke (1997) de Hayao Miyazaki

Um príncipe infectado por uma doença sabe que irá morrer a menos que encontre a cura. Sendo a sua última esperança, segue para o leste e, durante o caminho, encontra animais da floresta lutando contra a sua exploração, liderados pela princesa Mononoke.

 

4. O Castelo Andante (2004) de Hayao Miyazaki

Sophie é uma jovem de 18 anos que trabalha na chapelaria de seu pai. Em uma de suas raras idas à cidade ela conhece Howl, um mágico bastante sedutor mas de caráter duvidoso. Ao confundir a relação existente entre eles, uma feiticeira lança sobre Sophie uma maldição que faz com que ela tenha 90 anos. Desesperada, Sophie foge e termina por encontrar o Castelo Animado de Howl. Escondendo sua identidade, ela consegue ser contratada para realizar serviços domésticos no local, se envolvendo com os demais moradores do castelo.

 

5. Totoro (1988) de Hayao Miyazaki

As irmãs Satsuki e Mei se mudam para o campo para ficar mais perto do hospital onde sua mãe está internada. Lá conhecem os Totoros, adoráveis criaturas místicas e alegres, que só podem ser vistas pelas crianças. Com eles, as duas irmãs viverão mágicas aventuras no campo.

 

 

6. O Castelo no Céu (1986) de Hayao Miyazaki

Um rapaz tem sua vida virada de cabeça para baixo quando uma menina cai do céu. Ela estava sendo caçada por piratas, então ele decide ajudá-la a voltar para o castelo no céu que morava, ao mesmo tempo que a protegerá de seus perseguidores.

 

7. Nausicaä do Vale do Vento (1984) de Hayao Miyazaki

Em um mundo poluído pelo homem, e miserável pelas Guerra, os países que sobreviveram estão isolados uns dos outros e lutam para sobreviver ao Mar da Corrupção, uma floresta de vegetação e insetos venenosa. Nausicaä é a Princesa do Vale do Vento, um dos países que sobrevive em paz, quando é atacado por um dos países. Nausicaä precisa defender seu povo e compreender a floresta venenosa.

 

8. O Sussurro do Coração (1995) de Yoshifumi Kondō

Conta a história de Shizuku, uma adolescente que está tentando descobrir quem é e o que será no futuro.

O desenho mostra seu dia-a-dia e sua imaginação fértil que sempre a leva a mundos de fantasia, onde ela poderá enfim, encontrar quem ela é e descobrir um verdadeiro amor de onde ela menos imaginava.

 

9. Kiki: A Aprendiz de Feiticeira (1989) de Hayao Miyazaki

Kiki é uma bruxinha que aos 13 anos deve sair de casa e estabelecer-se em uma cidade. Para isso, ela precisa descobrir qual será o seu dom, para que possa sobreviver na nova cidade.

 

 

10. Porco Rosso: O Porquinho Voador (1992) de Hayao Miyazaki

Na Itália entre as duas guerras, caçadores de prêmios ganham a vida a lutar contra os piratas do ar que aterrorizam o Mar Adriático. Um deles é Marco Porcellino (Moriyama), mais conhecido por Porco Rosso. Gina (Kato), cantora e proprietária do Hotel Adriano, situado numa pequena ilha, não desiste de tentar convencê-lo de que vale a pena procurar a humanidade, mas Porco resiste a falar do passado e detesta o único vestígio desses tempos – uma fotografia que mostra o seu rosto antes de assumir os agora característicos contornos porcinos.



Mais: , , , , , , , | Por: prisca