10 tascas tradicionais do Porto

Tascas do Porto

Com o aumento do turismo na cidade nortenha de Portugal, fica difícil encontrar locais antigos e tradicionais, cuja tradição vem de longuíssima data. Aqui vai uma lista das tascas que não podes perder quando visitar a cidade.

 

1. O Buraquinho

Desce-se umas escadinhas numa porta no Praça dos Poveiros e chega-se nesse lugar quase mágico que – antes da última remodelação – era a típica taberna. Para comer, recomendam-se as papas de sarrabulho, as tripas enfarinhadas fritas, os rojões e aos domingos, o rancho. Para beber, o espadal da casa e o bagaço caseiro da família.

Praça dos Poveiros 33

 

2. Casa Guedes

Há quase 30 anos os irmãos Correia compraram a casa de pasto dos Guedes, melhoraram o pernil e viram o movimento crescer pouco a pouco. São poucos os lugares para se sentar e às vezes a fila chega a ser ofensiva, mas as sandes de pernil com ou sem queijo da serra da Casa Guedes é uma das coisas mais deliciosas que há. Recomenda-se acompanhar com uma garrafa do espadal da casa e finalizar com queijo da serra e o delicioso doce de abóbora com nozes.

Praça dos Poveiros 130

 

3. A Badalhoca

Desde 1965 Dona Maria de Lurdes Guedes comanda uma das tascas mais emblemáticas da cidade. As sandes de presunto são o carro-chefe da casa e para acompanhar espadal, verde branco ou maduro tinto.

Rua Doutor Alberto Macedo 437

 

4. Café Mariana

Diante da Alfândega, ali mesmo na parte baixa de Miragaia, essa tasca parece ter dois momentos: quando está cheia de turistas, normalmente durante as tardes ensolaradas, e quando tem a população local a ver clássicos de futebol. As bifanas ou o pica pau são ótimas escolhas para acompanhar aquele fino ou vinho verde branco.

Rua de Miragaia 75

5. Pedra Nova

Popularmente conhecida como “Carlos Comunista” – uma alusão ao dono e à decoração, toda uma ode ao 25 de abril. Apesar das francesinhas – no plural porque tem uma com camarões e uma vegetariana – recomendo o cachorro especial, acompanhado de cerveja, já que a casa tem além das tradicionais, cervejas belgas e alemãs.

Rua Dom João IV 848

 

 

6. Casa Louro

Dizem que já é centenária a casa especializada em presuntos localizada atrás da Estação de São Bento. Que fique recomendado o presunto às fatias com broa de Avintes ou em sandes, acompanhada de vinho de Baião.

Rua Cimo de Villa 80

 

7. O Golfinho

No meio da loucura da baixa ainda se encontram alguns locais muito simples aonde os antigos moradores ainda se encontram para beber, tomar um café ou ver um jogo de futebol. É um lugar daqueles para beber tranquilamente um digestivo, mas recomenda-se também jantar.

Rua Sá Noronha 137

 

8. Casa Portista

Como o nome já diz, é o perfeito local para ver um jogo do Porto tranquilamente e acalmar a boca com, por exemplo, as deliciosas moelas e vinho. Apesar de fechar as 21h, em dias de bola fica-se até mais tarde. Fanáticos pelo Porto já há muitas gerações, estão na Afurada há mais de 40 anos sob a gerência de Dona Guilhermina Valente que também cuida da trilha sonora repleta de clássicos portugueses.

Rua Mártir São Sebastião 120

 

9. Casa Leandro

Localizada logo no início da Rua de Trás, essa tasca tradicional sobreviveu às mudanças da baixa portuense para continuar a ser aquela casa onde se vai tomar um copo e comer um bolinho de bacalhau fresquinho no fim da tarde.

Rua de Trás 12

 

 

10. Adega Rio Douro

Provavelmente conhece-a pelo nome de Tasca da Piedade, já que a dona, Piedade Rodrigues que leva o negócio há quase 40 anos. Às terças-feiras à tarde há fado vadio e, portanto, são os dias mais interessantes. Além dos petiscos como rissóis, panados e bucho, é possível almoçar e aproveitar a vista, já que está localizada bem de frente para a marina da Afurada.

Rua do Ouro 223



Mais: , , , , , , , , , , , , , | Por: prisca