10 reis do boxe

Boxing: Mayweather vs McGregor

Sendo o boxe um desporto muito apreciado nos vários cantos do mundo, e que já apresenta uma longa história, tendo já sido alvo de diversos filmes, realizamos uma lista que consideramos dos 10 pugilistas mas fabulosos de todos os tempos.

 

1. Mulhammad Ali

Muhammad Ali vs Sonny Liston

Muhammad Ali (1942-2016) foi um pugilista norte-americano, considerado um dos maiores da história. Muhammad Ali (1942-2016), nome adotado por Cassius Marcellus Clay Jr., nasceu na cidade de Louisville, Kentucky, Estados Unidos, no dia 17 de janeiro de 1942.

Filho de um pintor de faixas e cartazes e de uma empregada doméstica iniciou-se no boxe com apenas 12 anos de idade, tendo com apenas 18 anos obtido a sua primeira medalha de ouro nos jogos Olímpicos de Roma, derrotando na categoria meio-pesado, o polonês Zbigniew Pietrzykowski.

Nesse mesmo ano em 1960, Muhammad Ali venceu sua primeira luta profissional realizada em Louisville, contra seu compatriota Tunney Hunsaker, num combate que durou seis rounds. Este foi o inicio de uma série de 19 vitórias em 19 lutas, em que conseguiu 15 KO. Em 15 de fevereiro de 1964, conquistou seu primeiro título mundial, o cinturão dos pesos-pesados, contra o campeão Sonny Liston, que derrotou por KO técnico no sétimo round.

Este esplêndido pugilista apresenta, assim, o seguinte palmarés:

• Lutas – 61
• Vitórias – 56
• Vitórias por KO – 37
• Derrotas – 5
• Empates -0

2. Rocky Marciano

Rocky Marciano

Rocco Francis Marchegiano, ou apenas Rocky Marciano, foi um lutador de boxe norte americano, que nasceu em Brockton, Massachusetts, 1 de setembro de 1923 — Newton, e faleceu em Iowa, 31 de agosto de 1969. É considerado um dos melhores pugilistas de todos os tempos, a par de Muhammad Ali, Joe Frazier, Mike Tyson e Joe Louis.  Destacou-se pelos seus golpes potentes, nunca tendo sido derrotado, sendo, deste modo, um dos poucos lutadores que encerraram as suas carreiras sem nenhuma derrota.

É de salientar a humildade e modéstia de Rocky no ringue, ao nunca subestimar nenhum de seus adversários. Foi o último branco campeão dos pesos pesados por um bom tempo e no fim da sua carreia, teve inicio a supremacia afro-descendente nos ringues.

Fora das quatro cordas, este lutador foi a grande inspiração e influência dos  famosos filmes da série “Rocky”, de Sylvester Stallone, especialmente o primeiro filme da saga, que ganhou o Óscar de Melhor Filme em 1977.

O seu palmarés é o seguinte:

• Lutas – 49
• Vitórias – 49
• Vitórias por KO – 43
• Derrotas – 0
• Empates – 0

3. Éder Jofre

Eder Jofre

Éder Jofre, é um ex pugilista brasileiro, nascido em São Paulo, 26 de março de 1936), tendo lutado, quando amador, pelo São Paulo Futebol Clube. É considerado o maior peso-galo do boxe na era moderna, tendo ficado conhecido pelo apelido “Galinho de Ouro”, atribuído pelo escritor Benedito Ruy Barbosa.

Foi no ano de 1953 que Éder subiu pela primeira vez aos ringues como amador, no torneio “Forja de Campeões”, que foi patrocinado pelo jornal A Gazeta Esportiva. Também como  amador, disputou os Jogos olímpicos de 1956 em Melbourne, aos quais chegou como um dos favoritos, já que estava invicto como amador até então. Porém, devido à má organização brasileira que o fez treinar com um lutador bem maior, o que originou a quebra de seu nariz, fazendo com que lutasse sem muitas condições e a respirar pela boca, e levou à sua derrota e consequente eliminação, logo na segunda luta na competição, para o chileno Claudio Barrientos. Este último viria, porém, a ser derrotado, futuramente, várias vezes por Jofre, quando este já era profissional (8 KO).

Éder, iniciou a sua carreira como profissional em 1957, na categoria “peso-galo”, tendo sido, no ano seguinte, campeão brasileiro da sua categoria. Em 1960, começou a «escrever» a sua história no boxe mundial, quando conquistou o título sul-americano dos “galos”. Ainda no mesmo ano torna-se campeão mundial pela National Boxing Association, ao derrotar por KO, o mexicano Eloy Pérez no Olympic Auditorium.

Éder conseguiu manter o seu título mundial até 1965, ao vencer todos os seus combates por KO. Contudo, neste ano, foi derrotado pelo japonês “Fighting” Harada. No ano seguinte, sofre nova derrota, num resultado controverso, culminando em desilusão para Éder. Porém, em 1970, Éder voltou aos ringues, lutando na categoria “peso pena”, tendo obtido 25 vitórias, uma delas contra gigante cubano José Legra, conseguindo o título mundial do Conselho Mundial de Boxe (W.B.C), numa categoria superior à sua, em 1973.

O seu palmarés é o seguinte:

• Lutas – 78
• Vitórias – 72
• Vitórias por ko – 50
• Derrotas – 2
• Empates – 4

4. Joe Frasier

Joe Frazier

Joseph William Frazier, conhecido como Smoking Joe, nasceu em Beaufort, Carolina do Sul, em 12 de Janeiro de 1944, tendo falecido em Filadélfia a 7 de novembro de 2011), foi um pugilista norte-americano, campeão mundial de boxe na categoria de pesos-pesados.

O seu percurso profissional decorreu durante as décadas de 1960 e 1970, ficando famosos pelos combates contra Muhammad Ali e George Foreman, pelo título de campeão de pesos pesados.

Joe Frazier iniciou a sua carreira no boxe profissional, em 1965, vencendo facilmente, por KO, os seus 11 primeiros adversários, até enfrentar o argentino Oscar Bonavena, que era top 10 dos pesados em 1966. Após o vencer numa decisão de 10 rounds, Frazier enfrentou outro grande adversário, Eddie Machen, vencendo por KO ao fim de 10 rounds. Já no ano de 1967, com uma série de vitórias sobre o duríssimo canadense George Chuvalo (KO no 4º round), Frazier era considerado um dos 10 melhores da categoria e um dos lutadores mais temidos e respeitados do mundo.

Com um estilo de constante pressão e com uma condição física invejável, Joe rapidamente se tornou popular, chegando mesmo em 1968, a vencer o seu antigo rival de amadorismo, Buster Mathis.

Após superar outros importantes oponentes como Manuel Ramos, novamente Bonavena e o competente Jerry Quarry, surgiu finalmente a possibilidade de Joe lutar pelo título mundial. O seu adversário foi o duro e habilidoso Jimmy Ellis, que acabara de vencer Floyd Patterson. Assim, no combate realizado em Nova Iorque, no Madison Square Garden, o que se viu foi “Smoking” Joe dizimar, implacavelmente, o competitivo Ellis em 5 rounds.

Joe Frasier defendeu quatro vezes com sucesso o título, sendo apenas superado por George Foreman, em 1973.

O seu palmarés é:

Lutas – 37
Vitórias- 32
Vitória por KO – 27
Derrotas – 4
Empates – 1

 

5. Joe Louis

Joe Louis

Joseph Louis Barrow, nasceu em La Fayette a 13 de maio de 1914 e morreu em Paradise a 12 de abril de 1981) e foi um pugilista norte-americano.

Considerado um dos maiores pugilistas de sempre, conseguiu manter o título dos pesos pesados durante doze anos (1937-1948), vencendo 26 lutas. Uma das maiores lutas da sua carreira foi contra o alemão Max Schmelling, em 1938, tendo sido importante para «relançar» a sua carreira, após, dois anos antes, ter sofrido uma das piores derrotas de sua carreira para ele. Nessa altura esta derrota, foi utilizada por Hitler como propaganda do nazismo, provando que a raça ariana era superior. Porém, no fim, Louis venceu Schemelling e manteve o seu título de campeão mundial.

Posteriormente, abandonou os combates por dois anos, e quando voltou a calçar as luvas, Louis fez dez combates na tentativa de reconquistar o título mundial. Este pugilista conseguiu oito vitórias, mas perdeu para Ezzard Charles, em 1950, tendo comunicado que não lutaria mais. Contudo, ainda enfrentou Rocky Marciano tendo sido novamente derrotado por KO.

Segundo se consta, o motivo pelo qual Joe lutou com Rocky Marciano foi o fato de ter problemas financeiros em consequência de um golpe bancário aplicado pelo sócio do seu empresário.

O seu palmarés é:

• Lutas – 69
• Vitórias – 66
• Vitórias por KO – 52
• Derrotas – 3
• Empates – 0

6. Sugar Ray Leonard

“Sugar” Ray Leonard

Ray Charles Leonard, nascido a 17 de Mario de 1956, mais conhecidos como “ Sugar” Ray Leonard, foi um pugilista norte-americano,  considerado um dos melhores do seu tempo, tendo competido entre 1977 a 1997, e vencido os títulos mundiais em 5 diferentes categorias de peso;

Fez parte dos «quatro fabulosos», que é um grupo de pugilistas que combateram todos uns contra os outros durante os anos 80, que consistem para além de Ray Leonard em Roberto Durán, Thomas Hearns e Marvin Hagler. Este quarteto criou assim uma onda de popularidade que manteve o boxe relevante na era pós-Muhammad Ali e na qual Leonard enfrentou e derrotou os futuros pugilistas que constariam no famoso International Boxing Hall of Fame, como Hearns, Durán, Hagler, and Wilfred Benítez.

Ray Leonard foi também o primeiro pugilista a ganhar mais de 100 milhões de dólares na bolsa de valores, tendo também sido nomeado o boxeur da década de 80. A The Ring magazine nomeou-o como lutador do ano em 1979 e 1981, enquanto a Boxing Writers Association of America(BWAA) o considerou lutador do ano 1976, 1979 e 1981.

O seu palmarés é:

• Lutas – 40
• Vitórias – 36
• Vitórias por KO – 25
• Derrotas – 3
• Empates – 1

7. Marvin Hagler

Marvin Hagler

Conhecido como Marvelous Marvin Hagler, de nome official Marvin Nathaniel Hagler, este famoso pugilista norte americano nasceu a 23 de Maio de 1954, tendo actualmente 63 anos.

Foi lutador professional entre 1973 e 1987 e reinou como campeão de pesos médios por cada organizaçao de boxe internacional (undisputed middleweight) entre 1980 to 1987,[2] fazendo 20 defesas deste titulo. Também apresenta a maior percentagem de vitorias por KO (78%) nesta competição, sendo o seu «reinado» como vencedor o segundo mais longo do último século, apenas atrás de Tony Zale, que reinou durante os anos da segunda guerra mundial.

Hagler também consta da International Boxing Hall of Fame e do the World Boxing Hall of Fame, e foi nomeado pugilista da década de 80 pela Boxing Illustrated magazine e duas vezes nomeado lutador do ano pela The Ring magazine e pelo the Boxing Writers Association of America.

Nos anos de 2001 e 2004, o The Ring considerou-o como o terceiro melhor lutador de pesos médios de todos os tempos e em 2002 como o 17º maior lutador dos últimos 80 anos. Também a International Boxing Research Organisation classificou Hagler como o sexto melhor peso médio de sempre.

Muitos analistas e especialista da modalidade consideram Hagler como sendo um dos lutadores com um melhor chin, ou seja, com maior capacidade de bloquear e aguentar golpes durante um longo período de tempo.

O seu palmarés é:

• Lutas – 67
• Vitórias – 62
• Vitórias por KO – 52
• Derrotas – 3
• Empates – 2

8. Lennox Lewis

Lennox Lewis

Lennox Claudius Lewis nasceu em Londres, a 2 de Setembro e foi um pugilista profissional que competiu de 1989 a 2003. É o terceiro melhor campeão de pesos pesados.

Lewis enquanto Amador representou o Canada nos jogos olímpicos de Inverno de 1988, tendo como tal dupla nacionalidade (Inglesa e Canadiana). Venceu uma medalha de ouro na categoria de super pesos-pesados, após derrotar o futuro campeão do mundo dessa altura, Riddick Bowe.

Nos seus três primeiros anos como lutador profissional, Lewis venceu diversas competições regionais como os títulos europeu, britânico e da Commowealh de pesos pesados .

Após as suas primeiras 21 vitórias, derrotou Donovan Ruddock em 1992, do qual retirou a primeira posição no ranking da WBC. Ainda defendeu esta posição mais 3 vezes, tendo sido posteriormente derrubado por KO por Oliver McCall, em 1994. Porém Lewis vingou esta derrota em 1997, recuperando o titulo da WBC.

As duas lutas com Evander Holyfield em 1999 (da qual obteve um empate controverso) tornaram Lewis como o campeão de pesos pesados para todas a organizações de boxe. Porém, este titulo foi retirado em 2000 por decisão WBA, devido a este ter recusado combater com John Ruiz, em detrimento de Michael Grant.

Em 2001 foi derrotado por kO por Hasim Rahman. Porém no ano seguinte conseguiu derrotar a super estrela em ascensão Mike Tyson, num dos combates mais esperados da história do boxe,

Naquela que seria a sua ultima luta, no ano de 2003, Lewis derrotou Vitali Klitschko num combate muito violento.

Lennox Lewis retirou-se do boxe em 2004. É considerado por muitos como um dos melhores pugilistas de todos os tempos na categoria de pesos pesados.

Em 1999 foi nomeado lutador do ano pela Boxing Writers Association of America e pela BBC Sports Personality of the Year.

O seu palmarés é:

• Lutas – 44
• Vitórias – 41
• Vitórias por KO – 32
• Derrotas – 2
• Empates – 1

9. Mike Tyson

Mike Tyson

Michael Gerard Tyson, nascido em Nova Iorque a 30 de Junho de 1966, mais conhecido por Mike Tyson, é um ex-pugilista norte-americano, considerado um dos maiores lutadores de boxe de todos os tempos.

Mike Tyson teve uma infância difícil depois de o pai abandonar o lar, quando ele tinha apenas dois anos. Foi internado aos 11 anos, num reformatório para jovens delinquentes, onde se iniciou no boxe, por influência do director da instituição, que era um ex-pugilista. Aos treze anos o treinador Cus D’Amato, descobriu-o começando a investir e a gerira a sua carreira. Porém no ano seguinte, Mike Tyson começou a ser treinado e orientado por Jan Vojik, tornando-se campeão mundial olímpico dos pesos médios aos 14 anos de idade.

Com 15 anos, tornou-se campeão juvenil de boxe dos Estados Unidos da América, tendo posteriormente, em 1982, alcançado o título mundial do mesmo escalão etário. Em 1983 voltou a trabalhar com Cus D’Amato, tendo sob a sua orientação, se tornado, em 1985, boxeur profissional.

No primeiro ano da sua carreira profissional ganhou os 15 combates em que participou, conseguindo um extraordinário feito ao conseguir 11 vitórias por K.O no primeiro round.

No ano de 1986, após o falecimento do seu treinador e mentor Cus D’Amato impôs-se definitivamente como campeão tornando-se uma celebridade mundial. Nesse mesmo ano conseguiu a maior importante das suas 13 vitórias ao derrotar Trevor Berbick, conquistando o título mundial de pesos pesados do Conselho Mundial de Boxe (WBC), conseguindo aos 20 anos, tornar-se o mais jovem pugilista a alcançar esse feito.

Posteriormente, conseguiu juntar os títulos da WBA e IBF, ao derrotar em 1987, James Smith e Tony Tucker , o que lhe permitiu ser o único lutador a juntar os três títulos de pesos pesados da WBA, WBC and IBF. Porém em 1990, Tyson foi derrotado pelo underdog Buster Douglas, por KO no 10º round.

Em 1992, começaram os problemas judiciais para Tyson que foi condenado a 6 anos de prisão por violação, tendo porém saído em condicional 3 anos depois.

Depois da sua saída da prisão envolveu-se numa série de combates, tendo vencido os títulos da WBC e WBA em 1996, após derrotar Frank Bruno e Bruce Seldon por KO, o que lhe permitiu juntar-se a Floyd Patterson, Muhammad Ali, Tim Witherspoon, Evander Holyfield, e George Foreman como único pugilista a conseguir recuperar o titulo de peso pesado depois de o ter perdido.

Posteriormente, em 1997, tornou-se também mundialmente famoso, ao ser desqualificado após morder a orelha ao seu oponente Evander Holyfield

Em 2002 também perdeu, o seu titulo de peso pesado ao ser derrotado por KO por Lennox Lewis,

Tyson retirou-se do boxe profissional em 2006, depois de ter sido derrotado por 2 vezes consecutivas por Danny Williams and Kevin McBride.

Mike Tyson foi considerado o 16º melhor lutador de todos os tempos de uma lista de 100 lutadores elaborado pelo The Ring e também foi considerado, pela estação televisiva Sky Sports, como um dos mais ferozes e temíveis pugilistas num ringue da história do boxe, constando também da lista da International Boxing Hall of Fame e do World Boxing Hall of Fame.

O seu palmarés é:

  • Lutas – 58
  • Vitórias – 50
  • Vitórias por KO – 44
  • Derrotas – 6
  • Empates – 2

 

 

10. Floyd Mayweather

Floyd Mayweather

Floyd Joy Mayweather Jr., cujo nome official é Floyd Joy Sinclair, nasceu a 24 de Fevereiro de 1977) e é um pugilista norte americano, que competiu desde 1996 a 2007 e de 2009 a 2015, tendo realizado um combate mais recente contra o actual campeão de peso leve da UCF Conor Mcgregor em 2017, o qual venceu por KO técnico.

Durante a sua carreira conquistou 15 títulos mundiais em 5 categorias diferentes de peso, tendo-se retirado com um recorde de 50 vitórias e nenhuma derrota, superando o mítico Rocky Marciano que possui 49 vitorias sem derrotas.

Mayweather, venceu por duas vezes o prémio de melhor lutador do ano, em 1998 e 2007,  da The Ring magazine’s, três vezes o prémio da Boxing Writers Association of America Fighter of the Year (2007, 2013, 2015) e seis vezes de melhor lutador para a ESPY Award (2007–2010, 2012–2014).

Em 2016, Mayweather, foi classificado pela ESPN como o melhor pugilista, pound for pound, dos últimos 25 anos.

Também é considerado o pugilista com a melhor defesa da história do boxe e tem o recorde de 26 vitórias consecutivas  do titulo mundial (10 KO), 24 vitórias (7 KOs) contra actuais campeões do mundo e 2 vitórias (1 KO) contra pugilistas que constam da International Boxing Hall of Fame.

O seu palmarés é:

• Lutas – 50
• Vitórias – 50
• Vitórias por KO – 27
• Derrotas – 0
• Empates – 0



Mais: , , | Por: Mário Rocha