10 imagens bizarras descobertas no Google Earth

A Giant Pink Bunny

1. A Giant Pink Bunny

No alto de uma colina na região do Piemonte em Itália descansa “Hase”, um coelho de peluche com cerca de 200 metros de comprimento depositado ali pela arte coletiva Gelatina como um projeto de arte maciço. O grupo passou cinco anos a tricotar o coelho e esperavam que ele se deteriorasse totalmente até 2025. As vistas do Google Earth sobre isso simplesmente se tornam mais assustadoras e mais assustadoras a cada ano, já que a natureza o recupera.

Localização: 44 24’46.22,” N, 7 76’88.63″ W

 

Badlands Guardian

2. Badlands Guardian

O Badlands Guardian é uma formação geomorfológica natural localizada no sudoeste de Alberta no Canadá. O afloramento criado pela erosão natural é semelhante a uma cabeça humana com uma toca canadense aborígene. Foi descoberto em 2006 por um pesquisador local aleatório no Google Earth.

Localização: 50° 0’38.20″ N, 110° 6’48.32″ W

 

 

Airplane Boneyard

3. Airplane Boneyard

Para onde vão os aviões quando morrem? A resposta é: para uma sucata especializada em Tucson no Arizona, descoberto pelo Google Earth e curiosamente aberto ao público. Portanto podemos ir visitar. A região foi escolhida devido à sua baixa humidade, o seu solo é alcalino e duro. Conta já com mais de 4400 aviões, para posteriormente serem desmontados, reaproveitar peças entre outros.

Localização: 32 08’59.96″ N, 110 50’09.03″ W

 

White Desert Lines

4. White Desert Lines

Este estranho emaranhado de linhas foi descoberto pelo Google Earth no meio do deserto de Gobi na China. Imediatamente provocou um frenesim de discussão entre entendidos sobre o porquê de homem ter as ter feito e para que efeito eram usadas. As linhas e os ângulos são muito ordenadas para serem aleatórias. Depois de estudado o fenómeno chegaram a consenso que era para calibrar satélites espiões.

Localização: 40 45’21.07″ N, 93 74’21.18″ W

 

The Lake of Blood

5. The Lake of Blood

Este Lago vermelho surgiu numa pesquisa do Google Earth em 2007. A explicação para a água ter cor vermelha ainda não foi dada. Este lago está no meio do Iraque. Alguns especularam que eram matadouros e servia para escoamento de sangue. Os cientistas afirmam que é pouco provável com outra teoria de que será um derrame de um químico. A cor vermelha não durou para sempre e se pesquisarmos verificamos que o lago está na sua tonalidade azul normal.

Localização: 33 23’46.08″ N 44 29’17.03″E

 

 

Nevada Circle

6. The Nevada Circle

Uma estranha estrela de 6 pontas encontrada no deserto do Nevada perto de Stonewall Mountain. Ninguém sabe dar ao certo a explicação para esta estrela. Mantém-se o mistério

Localização: 37 40’15.73″ N, -116 86’78.08″ W

 

Indochinese Border Scale Model

7. Indochinese Border Scale Model

O Google Maps é uma boa ferramenta para analisar as fronteiras de vários países no planeta Terra. Aqui torna-se confuso pois são as fronteiras de Yong Ning Xian, Yinchuan, Ningxia, e a China. Por algum motivo o governo chines não revelou o porquê de construir este empreendimento de 2,9 Kms de comprimento que faz fronteira com estas regiões da Índia. Segundo uma publicação australiana a teoria é que foi usado para treinar tanques de guerra.

Localização: 38 26’56.52″ N, 10 5’95.17″ W

 

Trementina Base

8. Trementina Base

A Igreja da Cientologia trabalha arduamente para manter o funcionamento interno envolto em mistério, mas provavelmente não previu que o Google Earth iria gravar toda a superfície da Terra e iria capturar as marcas estranhas que gravaram no chão fora da sua base secreta no Novo México. Trementina Base é, alegadamente, o local onde os escritos e arquivos de L. Ron Hubbard são preservados para a eternidade dentro de cápsulas de titânio. Os símbolos de Scientology foram descobertos em 2005, e a Igreja imediatamente tentou suprimir sua libertação.

Localização: 355 27’46.48″ N, -1045 57’07.96″ W

 

South Sudan Hole

9. South Sudan Hole

É difícil de explicar o que faz este portal circular nas selvas do Sudão do Sul. É ainda mais difícil de explicar que um corpo natural de água possa ser tão perfeitamente redondo e coberto pelo que parece ser uma camada flutuante de folhagem. Não vemos estradas ou outras evidências de intervenção humana.

Localização: 9 16’89.62″ N, 30 38’29.05″ W

 

 

Satan’s Face

10. Satan’s Face

Em 2010, um homem chamado Luther Blissett afirmou ter descoberto o rosto de Satanás à espreita numa uma imagem do Google Earth numa estrada fora de Dalton, na Geórgia. O rosto malévolo desapareceu quando o Google Earth fez a sua próxima passagem de satélite, mas os verdadeiros crentes nunca esquecem. Não é a primeira vez que o rosto do Diabo foi visto em fenómenos naturais. Afirmam ainda que ele já apareceu em fotografias de tornados e outros desastres naturais.

Localização: 4 79’85.48″ N, -84 93’62.25″ W



Mais: , , | Por: João Baganha