10 fotografias do festival mais louco do mundo, o Burning Man

O que antes era um festival genuinamente radical, com base em princípios de inclusão, bem estar, autoconfiança e esforço comunitário, o festival Burning Man tem vindo a mudar ao longo dos tempos.

Em média cada pessoa precisa de desembolsar 1.500 dólares ao longo do festival, para o poder desfrutar. “Escapar do capitalismo” com objetivo de conviver com pregadores do Vale do Silício e bilionários pseudo-boémios não sai barato.

Claro, ainda há um grande núcleo de regulares e aqueles que participam no verdadeiro espírito do evento, as instalações são bastante surpreendentes e a atmosfera é tão intensa como sempre. Aquelas que vemos na maioria das vezes são os mesmos influenciadores antigos do Instagram, cujo hábito de tirar fotos sempre com posições semelhantes pode fazer até mesmo um evento como o Burning Man parecer como se tivéssemos visto tudo isto antes.

O que é o Burning Man?

O Festival conta com uma grande galeria de arte a céu aberto, chamada de “Playa”. No seu centro, há uma escultura gigante de madeira denominada “Burning Man”. Essa escultura remete para o surgimento do festival que se iniciou com dois amigos, Larry Harvey e Jerry James, que juntos, improvisaram um homem de madeira em Baker Beach, São Francisco, durante o solstício de verão e depois queimaram-no, com algumas pessoas presentes participando no momento, surgiu a ideia de que repetissem o ato no ano seguinte. Assim se deu início ao Festival, que se repete todos os anos, cada vez com um número maior de pessoas.

Pessoas nuas com os corpos pintados, carros decorados, barracas enfeitadas, instalações gigantescas, sol forte, isto é o Burning Man, um festival anual que acontece no deserto de Nevada todos os anos. O objetivo é ser um evento onde todos são encorajados a se expressarem. Não importa o que você faça, desde que seja de forma criativa.

Existem vários boatos sobre o que é o Burning Man, alguns dizem que é um festival pagão, outros pensam que é o Woodstock dos anos 90 ou um festival hippie onde tudo é permitido. Mas a verdadeira intenção do evento é ser um fenómeno populista propagado pela Internet, considerado por muitos como um experimento social. Burning Man quer ser uma alternativa para a cultura de massas e a sociedade consumista.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Mais: , , | Por: João Baganha