10 formas naturais de combater a ansiedade

Exercício físico

1. Praticar exercício físico

Como já sabemos, o nosso corpo e a nossa mente beneficiam bastante com a prática de exercício físico regular. Devemos então praticar algum tipo de exercício físico seja este: caminhar, correr, nadar, escalar entre outros. O importante é estar activo de forma a evitar ou combater a ansiedade.

Alimentos Processados

2. Evitar alimentos processados

Alimentos com corantes e conservantes, com elevados teores de açúcar ou outro género de ingredientes artificiais podem contribuir para a ansiedade ou depressão. Consumir alimentos com açúcar em excesso pode aumentar a ansiedade e variações de humor. Assim, evite alimentos processados e com elevado teor de açúcar.

Vitamina B

3. Vitamina B

As vitaminas B são fundamentais no dia a dia, pois estas são reguladoras de humor. A vitamina B6 ajuda a melhorar o humor, equilibra os níveis de açúcar no sangue, deste modo reduz a ansiedade. A vitamina B12 também ajuda a combater a depressão, o stress e outros transtornos de humor.

Magnésio

 

4. Tomar Magnésio

Hoje em dia como temos uma vida acelerada, deixamos, por vezes, de ter cuidado com a alimentação, sendo que, não prestamos atenção ao que comemos e ao que devemos ir variando na nossa dieta. Isto faz com que muitos adultos tenham falta de magnésio no seu dia a dia. O magnésio é importante, pois este ajuda a relaxar os músculos e a acalmar o sistema nervoso.

A falta de magnésio no nosso organismo pode contribuir para a ansiedade. Devemos então ter em conta na nossa dieta alimentos como: aveia, amendoins, espinafres, sementes de linhaça entre outros. Ou então podemos sempre complementar com produtos naturais.

Óleo de lavanda

5. Usar óleo de lavanda

Segundo estudos recentes nos Estados Unidos com óleo de lavanda, demonstraram que este pode funcionar como um produto natural para combater a ansiedade. Alguns dos estudos demonstraram que o óleo de lavanda é tão eficaz como a benzodiazepina (medicação para combater a ansiedade).

Coloque 3 gostas de óleo da lavanda na palma da sua mão e esfregue no seu pescoço e nos pulsos de forma a reduzir a ansiedade.

 

 

Kava Raiz

6. Raiz de kava

A raiz de cava é outro produto natural usado para reduzir a ansiedade. A raiz de cava é responsável por estimular os recetores de dopamina no cérebro de modo a produzir euforia, o que faz com que a ansiedade reduza. A raiz de cava em alguns casos pode causar efeitos secundários. Deste modo deve apenas consumir depois de consultar um profissional de saúde.

Deste modo devemos consumir alimentos ricos em vitamina B tais como: a banana, batata doce, salmão, ovos, amêndoa, entre outros. Ou então tomar um suplemento natural.

 

Camomila Romana

7. Óleo de Camomila

O óleo de camomila tem um suave efeito sedativo, deste modo ele pode ajudar a acalmar os nervos ou diminuir a ansiedade. O próprio aroma deste óleo também ajuda a combater os sintomas de ansiedade.

 

Ashwagandha

8. Ashwagandha

A Ashwagandha ou Withania somifera é uma erva conhecida como produto natural para combater os ataques de pânico. Esta erva tem a capacidade de normalizar os níveis de stress. O que regula os sintomas de ansiedade. A Ashwagandha ajuda também a melhorar a atenção e reduzir a fadiga do dia a dia.

 

GABA

9. GABA

O GABA ou ácido gama-aminobutírico é um aminoácido responsável por reduzir a ansiedade e relaxar os músculos. O GABA também é usado para reduzir as insónias, estabilizar a pressão arterial e combater a ansiedade. É facilmente encontrado em lojas de produtos naturais.

 

 

Café

10. Reduzir ou parar de consumir álcool, cafeína e tabaco

Os piores venenos de hoje em dia para a ansiedade são as drogas, o álcool, a cafeína ou o chá preto. Este podem intensificar os sintomas da ansiedade, tais como o nervosismo e as alterações de humor. Uma forma de tentar combater os sintomas da ansiedade é evitar tomar café ou chá preto (evitar tomar ou apenas tomar um por dia) deixar de fumar e reduzir ao álcool (nunca tomar mais que duas bebidas, evitar consumir todos os dias).



Mais: , | Por: João Baganha