10 curiosidades sobre Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo - Bolas de Ouro

1. Nasce a 5 de Fevereiro de 1985 no Hospital Cruz de Carvalho Funchal (Ilha da Madeira). O mais novo de 4 irmãos.

 

2. Na altura Dolores Aveiro (mãe) quis abortar. O médico não aceito a decisão de Dolores Aveiro. Mesmo assim recorrendo a métodos caseiros tentou perder o bebé. Sem sucesso, Cristiano Ronaldo acabou por nascer e tornar-se uma das celebridades mais conhecidas do mundo.

 

3. As 10 anos de idade recebeu uma proposta para jogar no Marítimo em que ofereceu 270 euros ao clube Andorinha onde o craque começou a dar os primeiros chutos na bola. Cristiano Ronaldo recusa a oferta e opta por ir jogar para o clube Nacional em que recebia equipamento e chuteiras durante dois anos.

 

Cristiano Ronaldo com a taça da liga dos campões

4. Dois anos mais tarde (1997), Cristiano Ronaldo decide rumar para o continente sozinho de mochila às costas com apenas uma única coisa na cabeça, tornar-se jogador profissional.

 

5. Na época Alcochete ainda não possuía Academia para as camadas jovens. Dívida um quarto numa residência do clube dentro do antigo estádio de Alvalade com mais três colegas.

 

 

6. Aos 15 anos de idade sofre um grande susto. Já a jogar pelo Sporting durante um treino sente-se mal. Após exames médicos é lhe detetado um problema no miocárdio. Recebeu uma cirurgia a laser, recuperando o craque totalmente para assumir o futuro brilhante.

 

Cristiano Ronaldo

7. É aos 17 anos de idade que assume as grandes responsabilidades. Estreia-se pelo Sporting num jogo de apuramento para a Liga dos Campeões em 14 de Agosto de 2002 frente ao Inter de Milão.

 

8. É em 2009 que realiza a transferência mais cara de sempre do futebol até aquela data. Custou então 96 milhões de euro ao Real Madrid.

 

 

9. No dia 11 de Dezembro de 2013, tornou-se o maior goleador da altura, numa fase de grupos para a Liga dos Campeões onde contou 9 golos marcados.

 

10. O prato favorito de Cristiano Ronaldo é bacalhau à Brás.

Cristiano Ronaldo - Portugal



Mais: , , | Por: João Baganha