10 alimentos considerados saudáveis mas que devemos ter cuidado

Cereais de pequeno-almoço

1. Cereais

Muitos de nós temos o hábito de comer cereais ao pequeno almoço (muitos deste até cereais integrais). Contudo temos de ter em atenção a estes cereais porque, muitos destes, contêm doses elevadas de açúcar. Valores elevados como os conhecidos cereais de chocolate ou outros que identificamos com bastante açúcar em os facilmente identificamos nos supermercados.

 

Granola

2. Granola

Todos os anos vemos a aparecerem alimentos que ficam na moda durante uma estação do ano, ou até mesmo durante o ano inteiro. A granola é um destes casos. Com um número crescente de cada vez mais adeptos. Os seus consumidores optam por incluir a granola em várias refeições, mas, geralmente mais utilizada aos pequenos-almoços e lanches.

A granola é um alimento constituído por uma grande variedade de cereais: sementes, nozes, frutas secas ou uvas passas, óleos ou outros grãos. Sendo, que, em alguns casos é adicionado mel ou melaço. Isto faz com que a granola se torne um produto rico em açúcar e gordura distanciando-se assim de um complemento alimentar saudável. Em média por cada 100 gramas de granola concentra cerca de 500 kcal.

 

Pão de forma

3. Pães de forma

Disponíveis em todos os supermercados, bastante práticos para o dia a dia, consumidos nos locais de trabalho, nas escolas, etc. A questão é que o pão de forma contém elevados níveis de açúcar, gordura, sal e outros aditivos. Pode sempre optar por as versões integrais de pão de forma que começa cada vez a ganhar mais adeptos e surgir nas prateleiras dos supermercados.

 

4. Bolachas digestivas

Estas bolachas já conhecidas por todos nós por impulsionar um bom funcionamento do trânsito intestinal e elevar os níveis de saciedade, devido ao seu alto ter em fibra. Não nos deixemos enganar. A realidade é que estas bolachas apresentam uma grande quantidade de gordura, gordura saturada, açúcar e sal.

5. Barras de cereais

Este é outro caso de um alimento que se tornou moda nos últimos 4, 5 anos. Com um vasto número de adeptos como o pão de forma, pelas mesmas razões. São muito práticas de levar para o trabalho, para escola, para termos sempre à mão em qualquer altura. As barras de cereais surgiram como suplemento alimentar para atletas de forma a repor rapidamente a energia gasta durante os seus treinos. As barras de cereais apresentam altos teores de fibra e hidratos de carbono.

 

Devido ao crescente número de adeptos, hoje, nos supermercados encontramos uma grande variedade de marcas, sabores, combinações de frutas ou chocolate por exemplo. Deste modo, este tipo de barras de cereais são ricas em açúcar, corantes e conservantes, gordura saturada e outros aditivos.

 

6. Produtos Light, Diet e 0% de gorduras

Aqui temos outro exemplo de gama de produtos que ganhou muita fama e muitos adeptos na última década. Tal como os nomes indicam, associamos a, produtos leves, dietéticos e sem gorduras. No entanto este tipo de produtos sofrem bastantes alterações na sua composição e necessitam de ser mais processados o que levanta a questão de até que ponto são mais saudáveis que os produtos originais.

 

Glúten

7. Produtos sem glúten

A moda dos produtos sem glúten é bastante recente, terá cerca de 2, 3 anos. Este produtos são vendidos como tendo baixos níveis de açúcar ou mesmo nenhum, e também baixos níveis de gordura ou mesmo nenhuma. Semelhantes ao caso dos produtos light, estes para manterem o seu sabor original têm de ser processados e alterados. Acontece que, estes produtos contêm bastantes corantes e outros aditivos de forma a substituir o açúcar e as gorduras.

 

Fruta desidratada

8. Fruta Desidratada

Uma moda bastante recente na vida urbana é a fruta desidratada. Esta é vendida como uma espécie de snack (vem em pacotes género amendoins torrados ou pacotes de batata frita). O processo de desidratação das frutas resulta na frutose. O que representa uma redução das fibras e vitaminas da fruta, e um aumento do açúcar.

 

Água com sabores

9. Águas com sabores

Todos nós sabemos que para termos um modo de vida saudável devemos sempre beber muita água. A questão é que muitos de nós não gostamos de beber água por não ter sabor e para muitos de nós e também para as crianças é um sacrifício. À poucos anos para colmatar essa falha surgiram no mercado as águas com sabores. Contudo temos de ter em atenção que estas podem ser equivalentes a refrigerantes devido ao seus elevados níveis de açúcar, corantes e conservantes.

 

10. Sumos de fruta naturais

O processo de produção dos sumos de fruta naturais é semelhante ao da fruta desidratada e das águas com sabores. O que faz com que tenha elevados níveis de açúcar e outros.



Mais: , , , | Por: João Baganha